Euro 2016

Perfil

Enterrados, frouxos e o adeus ao marquês Del Bosque - o que dizem os espanhóis sobre a Espanha

A derrota de ontem com a Itália e a consequente eliminação do Euro 2016 colocam a Espanha numa posição à qual já não estava habituada. Depois da eliminação ainda na fase de grupos do Mundial de 2014 perde agora o estatuto de campeã da Europa logo nos oitavos de final. Fomos ver o que diz a imprensa desportiva de nuestros hermanos

Expresso

MARTIN BUREAU

Partilhar

Corria o verão de 2008 e no Euro desse ano - coorganizado pela Suíça e pela Áustria - a seleção espanhola dava início a um dos mais longos reinados de domínio no panorama futebolístico a nível de seleções. Foi campeã da Europa em 2008 e 2012 e pelo meio consagrou-se igualmente campeã do mundo ao vencer o mundial que pela primeira vez era organizado no continente africano - África do Sul foi o país anfitrião. Assente em vários jogadores do Barcelona, conseguiu replicar o estilo de jogo que tanto sucesso deu aos blaugrana, o famoso tiki-taka, interpretado por craques como Xavi, Iniesta e Fabregas, e levou os adeptos espanhóis a viverem momentos inesquecíveis.

Oito anos depois acordaram, os aficionados da seleção espanhola, para a dura realidade de que esses tempos já lá vão. Depois da eliminação em 2014 do mundial brasileiro aos pés do Chile, ontem foi a vez de perderem o estatuto de campeões europeus ao serem eliminados pela Itália.

Fomos, por isso, dar uma vista de olhos pela imprensa desportiva em Espanha para sentir o pulsar dos nossos vizinhos depois da desilusão.

O diário AS fala mesmo em fim de ciclo e vai mais longe ao afirmar que a "Itália enterrou os restos da grande equipa dos últimos anos". Na sua versão online o conceituado diário desportivo aponta já Joaquín Caparrós como o mais provável sucessor de Del Bosque.

A Marca por sua vez constata que "já não são os melhores" e que foi tudo "muito bonito enquanto durou"

O Mundo Deportivo faz um trocadilho com o nome pela qual a seleção espanhola é conhecida "La Roja" (A Vermelha) e chama-a de "La Floja" (A Frouxa) e vaticina o fim de ciclo glorioso da equipa de Vicente Del Bosque.

O Superdeporte, diário direcionado à comunidade valenciana, é mais corrosivo e pede mesmo que Vicente Del Bosque se demita. "Vá-se embora Senhor Marquês" faz capa, com uma alusão aos títulos de nobreza atribuídos aos vassalos do Rei. No seu site, o Superdeporte aponta o nosso conhecido Julen Lopetegui como o principal candidato a assumir as funções de seleionador.