Euro 2016

Perfil

Je suis Alba

Partilhar

Não é fácil não torcer pelos galeses, pois não? Bom, ok, amanhã será, mas antes disso definitivamente não era. Tal como com a Islândia, que foi gentilmente atropelada pela França. Faz parte do instinto humano torcer pelos “coitadinhos” que aparecem num Europeu pela primeira vez e se auto-superam, contra todas as probabilidades e análises especializadas, especialmente quando os “coitadinhos” até são simpáticos.

É também por isso que gostamos todos de futebol e que qualquer badameco se pode assumir como especialista da bola - é que tudo pode acontecer. A verdade universal do futebol é esta: ganha quem meter mais bolas lá dentro, independentemente de jogar assim ou assado. Uma equipa que tenha um grande número de talentos individuais (chamemos-lhe, sei lá, Bélgica) não será necessariamente superior a uma equipa que não tenha todos esses talentos, mas faça fazer valer a frase “o todo é mais do que a soma das partes”.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)