Euro 2016

Perfil

Deschamps acredita que França pode inverter o rumo da história

O treinador da seleção francesa de futebol disse hoje acreditar que a equipa do país organizador do Euro2016 pode inverter o rumo da história no jogo das meias-finais e voltar a derrotar a Alemanha numa grande competição internacional.

© Charles Platiau / Reuters

Partilhar

"Não podemos mudar o passado, mas temos a nossa história por escrever. São os jogadores que a devem escrever porque, neste momento, essa página está em branco", disse Didier Deschamps, antecipando o encontro com a campeã mundial, na quinta-feira, em Marselha.

A França não vence a Alemanha em fases finais de grandes torneios desde o Mundial de 1958, na Suécia, em que se impôs por 6-3 no jogo de apuramento do terceiro e quarto classificados, tendo depois perdido nos Mundiais de Espanha1982 (5-4, no desempate por grandes penalidades), México1986 (2-0) e Brasil2014 (1-0).

"Vamos defrontar a melhor equipa do mundo, mas os jogadores têm de acreditar que é possível vencê-la e os adeptos também", disse o treinador da seleção francesa, que, se se qualificar para a final, defrontará o vencedor do jogo de hoje entre Portugal e País de Gales.

Deschamps elogiou a solidez defensiva da seleção germânica, que sofreu apenas um golo na prova, em cinco partidas, de penálti, no empate 1-1 com a Itália, nos quartos de final, mas assinalou que a França tem uma boa oportunidade de atingir a final e vai "agarrá-la com as duas mãos".

"A Alemanha assume o comando do jogo e domina a posse da bola, mas não podemos entrar neste jogo a pensar em defender e tentar marcar golos apenas em contra-ataque", advertiu o selecionador francês, que até tem mais vitórias no confronto direto (12 contra nove, tendo-se registado ainda seis empates).

Nas duas anteriores fases finais realizadas em França, os gauleses conquistaram o título, o Europeu de 1984, numa final com a Espanha (2-0), e o Mundial de 1998, ao superarem o Brasil por 3-0 no jogo decisivo.

Lusa