Euro 2016

Perfil

Portugal jogou de verde por uma questão de contraste

​A seleção portuguesa de futebol jogou esta quarta-feira a meia-final do Euro 2016 de verde, e não com o pré-determinado vermelho, para não se confundir com o equipamento alternativo do País de Gales, justificou hoje a UEFA.

Partilhar

© Reuters Staff / Reuters

"Esta situação não teve nada a ver com um pedido de uma associação ligada ao daltonismo (incapacidade de distinguir cores), mas sim ao facto de o vermelho escuro e o preto serem muito parecidos, pelo que as duas equipas jogaram com o equipamento alternativo", refere e UEFA à Agence France Presse.

Portugal foi a primeira seleção a qualificar-se para as meias-finais, após afastar a Polónia no desempate pela marcação de grandes penalidades (5-3), após 1-1, e foi tecnicamente designado como equipa a jogar 'em casa' frente ao País de Gales, pelo que devia ter jogado com o seu equipamento principal, o vermelho.

A seleção portuguesa assegurou a sua segunda presença numa final de um Europeu, 12 anos após ter sido derrotada pela Grécia no Euro2004, em Portugal, ao vencer o País de Gales, por 2-0, com golos de Cristiano Ronaldo e Nani.

O adversário de Portugal na final de domingo, a disputar no Estádio de França, em Saint-Denis, arredores de Paris, sairá da meia-final a disputar hoje entre a Alemanha e a anfitriã França, em Marselha.

Lusa