Euro 2016

Perfil

Ronaldo: “Sonhar é grátis”

O capitão de Portugal tem a ambição lá em cima e diz que está na hora de vencer alguma coisa pela seleção nacional

Expresso

Matthias Hangst

Partilhar

O mundo estava de olhos postos neste duelo de Titãs entre Cristiano Ronaldo e Gareth Bale, colegas de equipa no Real Madrid. O português acabou por levar a melhor e foi considerado pela UEFA o melhor jogador em campo, guiando Portugal até às finais do Euro2016. Na conferência de Imprensa, Ronaldo garante que chegar à final é algo que ele sempre quis.

A conversa com Bale

“Tivemos uma conversa normal, que obviamente não vou divulgar, não foi nada de especial, dei-lhe os parabéns pelo torneio que fez. Foi a equipa sensação do Europeu. Desejei-lhe boa sorte. As outras coisas prefiro não dizer.”

Os recordes

“O mais importante foi a equipa acreditar que conseguia chegar a final, o nosso treinador, a equipa técnica. Os recordes são bonitos, como já fiz muitos pelo meu clube e pelo meu pais também estou muito feliz e orgulhoso pelos meus companheiros. Sempre sonhámos desde o principio e estamos cada vez mais perto. Não estou obcecado com recordes.Sonhar é grátis e temos que continuar assim.”

A pessoa

“Era diferente, é óbvio, tinha 18 anos, a minha primeira final, a minha primeira estreia [Euro 2004]. Passaram 12 anos. sempre sonhei em ganhar algo pela seleção, espero que seja deste vez. Estou muito confiante e acredito que estes jogadores merecem. Eu mereço, Portugal merece, os adeptos, todos o povo português, temos sentido um apoio espectacular sempre. Obviamente nao ganhamos nada ainda, mas estamos na final. Com certeza ninguém pensava que Portugal podia chegar à final mas a verdade é que estamos na final. Isso deixa-me orgulhoso, estou muito contente, agora é recuperar para domingo e que o sonho possa realizar-se.”

E a equipa

A seleção é o todo. Óbvio. É o que tenho feito desde o princípio, ajudar a seleção o máximo que puder, não só com golos, a correr, ajudar a defender. Tenho dado o meu máximo. O trabalho da equipa tem sido excelente, têm que ser os 23 a lutar, e tambem os portugueses. O apoio é fundamental, nós recebemos. Dá-nos animo para acreditar que tudo é possivel no futebol. Não começamos da forma que queriamos, mas é o que eu digo, isto e uma maratona não é um sprint. A seleção não vale só por mim, pelo Renato na semana passada, pelo Nani Quaresma, a seleção vale por todos”