Euro 2016

Perfil

Rui Antunes

Rui Antunes

Jornalista

Vem aí a quarta Bola De Ouro para Ronaldo. Há dúvidas?

E não é por ser bonito, como disse o búlgaro Hristo Stoichkov

Rui Antunes

© Reuters Staff / Reuters

Partilhar

Cristiano Ronaldo pode começar a preparar um lugar lá em casa para a sua quarta Bola de Ouro. Não é por ser bonito, como alegou há dias o búlgaro Hristo Stoichkov. É por decidir jogos no Real Madrid e com a camisola de Portugal.

Chegados a meio do ano, já não há muita volta a dar: o madeirense ajudou o seu clube a conquistar a Liga dos Campeões e foi decisivo na caminhada da seleção nacional rumo à final do Campeonato da Europa. Campeão europeu de clubes e, na pior das hipóteses, finalista do Europeu de seleções. Dois trunfos de peso na corrida ao troféu de melhor jogador do mundo de 2016. Só há outro jogador que os pode apresentar e não é Lionel Messi: é Pepe.

O capitão do Real Madrid e de Portugal lidera a lista de favoritos a vencer a Bola de Ouro em todas as principais casas de apostas, com uma vantagem cada vez maior sobre Messi, que também foi finalista da Copa América (o equivalente na América do Sul ao Campeonato da Europa), mas sem que isso tenha um impacto tão grande a seu favor, uma vez é normal a Argentina chegar à final. Como agravante, o esquerdino falhou um penálti e anunciou o abandono da seleção. Além de ter sido condenado a uma pena de prisão em Espanha, por fraude fiscal, o que também não ajuda.

Em terceiro lugar nas casas de apostas surge o uruguaio Luis Suaréz, mas a partir daí parece não haver rivais à altura. A prioridade de Ronaldo é agora conquistar um título inédito para Portugal em terras francesas, mas o da Bola de Ouro também lhe dá um certo gozo e esse está 99% garantido. Ficará a uma de igualar as cinco de Messi.