Euro 2016

Perfil

A França imitou o viking clap da Islândia e a coisa caiu mal

Aconteceu no final do França 2-0 Alemanha: os jogadores e os adeptos da casa celebraram a vitória à maneira islandesa. Não caiu bem

Partilhar

Já se sabe que bola é arte lá dentro e festa à volta (ou pelo menos é o que se deseja e pretende). Foi assim ontem no França-Alemanha: jogo vibrante, emoção à altura, público envolvido, incerteza quase até ao fim, futebol à séria. Acabado o jogo, foi bom para os franceses e nem por isso para os alemães. E depois uns lamentaram e outros festejaram - e é nos outros que está o problema.

Os jogadores franceses aplaudiram no fim os seus, porque o público também ganha jogos, e as bancadas retribuíram. E depois aconteceu aquilo: um haka islandês, o viking clap. Que é a forma mais célebre de festejar do Euro 2016, que é a forma mais célebre de mostrar respeito no Euro 2016 - mas é uma coisa entre islandeses. Ou era - os franceses imitiram a arte islandesa e a coisa não caiu bem mundo fora (mas deu para algumas reflexões sobre o campo de batalha).