Euro 2016

Perfil

Açorianos celebram eufóricos vitória da seleção

Centenas de pessoas concentraram-se hoje na avenida marginal de Ponta Delgada, nos Açores, em euforia, para celebrar a conquista por parte da seleção portuguesa do primeiro campeonato europeu, frente à França, anfitriã do Euro2016, por 1-0.

M\303\201RIO CRUZ

Partilhar

Empunhando a bandeira nacional e cachecóis, entoando vivas a Portugal, os adeptos da seleção, que assistiram ao jogo em cafés do centro histórico de Ponta Delgada e nas esplanadas, bem como nas Portas do Mar, a par do Coliseu Micaelense, foram acenando às viaturas que desfilaram na marginal, junto às Portas da Cidade.

José Manuel Duarte afirmou à Lusa que "já era sem tempo" e que a vitória teve um "duplo sabor porque Portugal ganhou a taça aos franceses", sublinhando o facto de a seleção ter perdido em casa, para a Grécia, a sua primeira final europeia.

Antonieta Martins, com o rosto pintado de verde e vermelho, disse que sempre confiou na vitória portuguesa porque "Portugal tem uma equipa supermotivada" e o "maior jogador do mundo".

A espanhola Graciela Henriques, que assistia às festas do Espírito Santo de Ponta Delgada, que estão a decorrer, foi apanhada de surpresa pelos festejos portugueses e saudou a equipa portuguesa, considerando a sua vitória como "muito simpática", uma vez que "não foi para casa de nenhum dos grandes da Europa".

Adabel Becker, que vive há cerca de 10 anos na Várzea, na costa sul da ilha de São Miguel, afirmou que torceu "todo o tempo" pelos portugueses e referiu que gostou da vitória nacional sobre os franceses, que eliminaram a Alemanha, seu país de origem.

António Medeiros, da cidade da Lagoa, também na ilha de São Miguel, disse que nunca duvidou da seleção nacional, apesar de "ter começado menos bem" a prova.

O clima de festa foi-se acentuando em função do número de pessoas que desceram à baixa de Ponta Delgada, prometendo estender-se pela noite dentro.

Portugal sagrou-se hoje campeão da Europa de futebol pela primeira vez na sua história, ao bater na final a anfitriã França por 1-0, após prolongamento, em encontro disputado no Stade de France, em Saint-Denis.

Lusa

Partilhar