Euro 2016

Perfil

Entusiasmo com Portugal percorre a Ásia em "fenómeno incrível" e "inexplicável"

O entusiasmo com a seleção portuguesa de futebol percorre hoje os territórios da Ásia por onde os portugueses passaram na expansão marítima num "fenómeno incrível" e "inexplicável", segundo Joseph Sta Maria, lusodescendente de Malaca, na Malásia.

ASSOCIA\303\207\303\203O CORA\303\207\303\203O DE MALACA

Partilhar

Em declarações à Lusa, Joseph Sta Maria, que no mês passado organizou em Malaca a "primeira conferência das comunidades luso-asiáticas", diz que o percurso da seleção portuguesa no campeonato europeu de futebol deste ano criou "entusiasmo em toda a comunidade luso-asiática", naquilo que considera ser "um fenómeno incrível".

"Os portugueses estiveram nos nossos países centenas de anos e deixaram-nos há séculos e, ainda assim, as comunidades luso-asiáticas estão orgulhosas com o sucesso de Portugal no Euro 2016", afirmou.

"Isto é inexplicável e é difícil acreditar que este entusiasmo partilhado também está presente aqui na Ásia", acrescentou, atribuindo, ainda assim, algum mérito à conferência que organizou que "aproximou ainda mais" estas comunidades.

Joseph Sta Maria tem partilhado na sua página no Facebook imagens que lhe têm chegado de comunidades na Malásia, na Indonésia, no Sri Lanka ou na Índia a celebrar as sucessivas vitórias de Portugal no Euro 2016 e a prepararem-se para acompanhar o jogo de hoje, a final do campeonato, que Portugal disputará com França e que começará quando na Ásia for já plena madrugada.

"Partilhamos com os portugueses a alegria e a esperança de que Portugal - para vocês, o vosso país e, para nós, a nossa cultura mãe - ganhe o campeonato europeu de futebol. Viva Portugal!", afirmou.

Joseph Sta Maria, que representa as minorias perante o estado de Malaca, é membro da comunidade conhecida como "portugueses de Malaca", cidade que os portugueses conquistaram em 1511 e onde ficaram 130 anos.

Esta comunidade vive no "portuguese settlement" (bairro português) de Malaca e mantém traços culturais herdados dos portugueses, como o catolicismo e um crioulo que mistura palavras do português antigo com o malaio. No bairro, há ainda restaurantes que oferecem "comida portuguesa" e grupos musicais, nascidos no século XX, inspirados na música tradicional portuguesa.

Desde os quartos-de-final do Euro2016 que na praça central do bairro passam os jogos de Portugal num ecrã gigante, mobilizando dezenas de pessoas, "pelo menos cem, ou mais ", todas com 't-shirts' de Portugal e que não arredam pé, mesmo quando os jogos da seleção terminaram nos penaltis e acabaram quando o dia já nascia em Malaca, relatou à Lusa Mónica Martins, da ONG portuguesa Associação Coração em Malaca e bolseira do Instituto Camões, que está a desenvolver trabalho com a comunidade.

Nas meias-finais, "começou a chover torrencialmente" e os adeptos da seleção portuguesa subiram para o palco onde está montado o ecrã e continuaram a assistir ao jogo, gritando "goal" quando Cristiano Ronaldo e Nani marcaram, contou.

"É incrível", disse Mónica Martins.

Hoje, prosseguiu, um jipe percorreu as ruas do bairro, com tambores, uma bandeira portuguesa e outra da Malásia, a anunciar o jogo e quando eram 21:00 em Malaca (14:00 em Lisboa), estavam algumas dezenas de adeptos na praça, vários já com a 't-shirt' de Portugal. Também havia já música e bancas de comida.

Sara Frederica Santa Maria, professora e membro de um grupo de folclore, sintetizou o ambiente e a expetativa numa mensagem que escreveu no Facebook: "Há um carnaval de futebol aqui no bairro português!!! Toda a gente vai ver o jogo entre Portugal e França, num ecrã gigante (...) Tudo do melhor, Portugal!!!"

Lusa

Partilhar