Euro 2016

Perfil

Fernando Santos: “O meu pai deve estar a beber umas cervejas lá em cima”

O treinador que levou Portugal ao título de campeão europeu não esquece ninguém na hora de festejar

Expresso

CHRISTIAN HARTMANN / Reuters

Partilhar

Fernado Santos era um homem emocionado quando falou aos microfones da RTP. Falou na sua crença, no seu falecido pai, nos seus amigos gregos e na sua obra à frente da seleção. A renovação, fica para mais tarde:

"Sempre acreditei, eu sempre acreditei. Agora são agradecimentos. Primeiro a Deus por me ter dado lucidez e sabedoria. Para a minha mãe, os meus filhos e para o meu pai que deve estar a beber umas cervejas lá em cima. Para o presidente que apostou em mim num momento difícil. Para os jogadores, seria impensável não ser deles. Eu posso ser o engenheiro se quiserem, mas foram eles que a construíram… aos portugueses, que estiveram sempre em crescendo. É uma vitória de Portugal. Não posso deixar de dar uma palavra aos gregos. A todos eles, o meu muito obrigado do coração. Eu nunca sonho, tenho medo de ter pesadelos. O que procurámos foi construir uma equipa, com a noção exata das nossas capacidades e valor. Sei muito bem as nossas dificuldades e sempre lhes disse que não tinha medo de jogar contra nenhuma equipa. Neste momento, já não tenho noção de nada. Renovação? Isso vamos ver."