Euro 2016

Perfil

Onze ideal da UEFA com quatro jogadores portugueses

A seleção portuguesa de futebol, com o guarda-redes Rui Patrício, os defesas Pepe e Raphael Guerreiro e o avançado Cristiano Ronaldo, domina o onze ideal do Euro 2016 da UEFA.

© Reuters Staff / Reuters

Partilhar

Na escolha feita pelos 13 observadores técnicos do organismo que rege o futebol europeu, além dos quatro jogadores que conquistaram pela primeira vez um título continental para Portugal, constam ainda os alemães Joshua Kimmich, Jerôme Boateng e Toni Kroos, os franceses Antoine Griezmann e Dimitri Payet, assim como os galeses Joe Allen e Aaron Ramsey.

O onze foi escolhido pelo grupo de observadores técnicos liderado pelo Diretor Técnico da UEFA, Ioan Lupescu, e que inclui Alex Ferguson, Alain Giresse, David Moyes, Packie Bonner, Mixu Paatelainen, Savo Milosevic, Peter Rudbaek, Gareth Southgate, Thomas Schaaf, Jean-François Domergue, Ginés Meléndez e Jean-Paul Brigger.

Em declarações ao sítio da UEFA na Internet, Alex Ferguson explicou os critérios da escolha: "Após um período de deliberação, os observadores escolheram uma equipa composta pelos jogadores que tiveram os melhores desempenhos das melhores equipas no UEFA EURO 2016".

"Escolhemos defesas centrais dominadores, laterais que conseguiram atacar e defender, trincos capazes de controlar o jogo e a sua dinâmica, atacantes flexíveis e criativos, com capacidade de criar e marcar golos. Acreditamos que os onze selecionados representam o melhor da competição", explicou Alex Ferguson ao sítio da UEFA na Internet.

A melhor formação da competição que terminou no domingo alinharia com Rui Patrício na baliza, Joshua Kimmich, Jerôme Boateng, Pepe e Raphael Guerreiro no quarteto defensivo e com os médios Toni Kroos, Joe Allen, Aaron Ramsey e Dimitri Payet atrás dos avançados Antoine Griezmann e Cristiano Ronaldo.

O capitão da seleção lusa já tinha incluído o melhor onze de sempre dos Campeonatos da Europa e antes já havia sido também escolhido para os 23 melhores em 2004 e 2012, o mesmo sucedendo com Pepe em 2008 e 2012.

Lusa