Euro 2016

Perfil

A primeira vez é sempre “desajeitada, dolorosa e descontrolada”. E a de Portugal não é exceção

A comparação é do francês e antiga estrela do Manchester United, Éric Cantona. E depois fala de Ronaldo, que estava “a berrar como uma criança cujo sonho de uma vida foi destruído” e que “ressuscitou como treinador”

Expresso

Partilhar

O primeiro título da seleção portuguesa deu o mote à mais recente rúbrica d'“O Comissário do Futebol”, da Eurosport, Éric Cantona. A antiga estrela do Manchester United e da seleção francesa caracterizou a vitória no Euro 2016 como “desajeitada, dolorosa e descontrolada”, tal como é sempre a “primeira vez”, disse em tom de brincadeira.

Há ainda referências às traças que invadiram o estádio de Saint Dennis no domingo, que são denominadas como a “primeira praga bíblica” e que Cristiano Ronaldo estava a “a berrar como uma criança cujo sonho de uma vida foi destruído” quando foi obrigado a sair de jogo por causa da lesão no joelho.