Euro 2016

Perfil

Casillas e Lindelöf fazem subir "prémios" para FC Porto e Benfica

As participações de Casillas (Espanha) e Lindelöf (Suécia) no Euro2016 aumentam o valor que FC Porto e Benfica vão receber de receitas da UEFA, ao abrigo da cedência de futebolistas à competição.

© Reuters Staff / Reuters

Partilhar

Os 'campeões europeus' Eliseu e Renato Sanches já rendiam ao clube da Luz um valor na ordem dos 487.500 euros, que cresce para 650.000 euros face à presença do internacional sueco na prova, durante 25 dias (15 de preparação e 10 de competição).

O valor compensatório por Victor Lindelöf fica-se pelos 162.500 euros, devido ao facto de a Suécia ter sido eliminada a 22 de junho, ficando-se pela fase de grupos, como última classificada no Grupo E, atrás de Itália, Bélgica e República da Irlanda.

Quanto ao FC Porto, que deverá receber uma verba orçada em 279.500 euros, face à convocatória de Danilo, vê a receita subir para 474.500 euros, com o acréscimo da presença do guarda-redes espanhol Casillas (195.000).

Casillas, que foi suplente de Dea Gea neste Euro2016, viu a Espanha ser eliminada a 27 de junho, ao perder nos oitavos de final frente à Itália (2-0).

A UEFA destinou 150 milhões de euros a distribuir pelos clubes que cederam jogadores às 24 seleções que estiveram na fase final e às que participaram na fase de qualificação, fase em que a 'diária' cai para os 5.000 euros por jogador.

As receitas e o número de clubes ainda subirão, face ao acréscimo de outros jogadores que marcaram presença no apuramento, mas não estiveram na fase final, concluída no domingo em Saint-Denis, com a vitória de Portugal frente à França (1-0).

Estes valores e forma de distribuição resultam de um memorando de entendimento entre UEFA e ECA válidos para Euro2012 e Euro 2016.

Lusa