Tribuna Expresso

Perfil

Fórmula 1

Michael Schumacher “não pode caminhar”

Revista alemã Bunte dizia em dezembro que o antigo campeão de Fórmula 1 já conseguia andar mas o advogado garantiu agora em tribunal que não é verdade

Expresso

Getty

Partilhar

O advogado de Michael Schumacher assegurou esta segunda-feira em tribunal que o antigo campeão de Fórmula 1 “não pode caminhar” ao contrário do que foi noticiado pela revista alemã Bunte.

Feliz Damm falava durante uma audiência de um processo judicial movido por Schumacher à revista que por altura do Natal do ano passado publicou um artigo onde dava conta de que o antigo piloto alemão, sete vezes campeão do mundo, conseguia caminhar sozinho.

Segundo o seu advogado, na sequência do grave acidente sofrido enquanto esquiava nos Alpes, Michael Schumacher, nem com a ajuda dos seus fisioterapeutas consegue aguentar-se de pé.

No artigo publicado em dezembro, a revista citava uma fonte, segundo a qual, o antigo piloto conseguia dar alguns passos com a ajuda dos fisioterapeutas e até levantar um dos braços.

A agente de Schumacher, Sabine Kehm, desmentiu esta versão logo que foi publicada na Bunte: “Infelizmente somos forçados por um artigo recentemente publicado a informar de não é verdade que Michael consiga movimentar-se.”

Michael Schumacher, atualmente com 47 anos, sofreu um grave traumatismo craniano quando esquiava nos Alpes franceses em 2013. Esteve em coma induzido durante seis meses antes de ser transferido para a sua residência, na Suíça, onde prosseguiu com os tratamentos. Desde então que pouco, ou nada, se sabe sobre o seu estado de saúde.