Tribuna Expresso

Perfil

Fórmula 1

É o que se chama sair em grande: Nico Rosberg abandona Fórmula 1

Parece brincadeira mas não é: o atual campeão do mundo de Fórmula 1 anunciou esta tarde, através do Facebook, a sua retirada, aos 31 anos

Mariana Cabral

Comentários

Nico Rosberg sagrou-se campeão mundial de Fórmula 1 na semana passada, superando o colega Lewis Hamilton

Lars Baron/Getty

Partilhar

Ganhei. Adeus. Uma semana depois de ter conquistado o seu primeiro título no Campeonato Mundial de Fórmula 1, Nico Rosberg chocou os fãs (e os haters): vai retirar-se da modalidade.

“Nos 25 anos que passei nas corridas, o meu grande sonho sempre foi ser campeão mundial de Fórmula 1. Com muito trabalho duro, dor e sacrifícios, foi o meu objetivo. E consegui-o. Escalei a minha montanha, estou no topo e sinto-me bem”, começou por escrever o piloto alemão de 31 anos no Facebook.

“Esta época, digo-vos, foi mesmo muito exigente. Fiz tudo o que podia depois dos desapontamentos que sofri nos dois anos anteriores [perdeu para Lewis Hamilton, colega com o qual teve vários desentendimentos], que me motivaram como nunca. E, claro, isso teve um impacto nas pessoas que amo”, explicou Rosberg, agradecendo à mulher, Vivian, todo o apoio.

“No domingo de manhã, em Abu Dhabi, sabia que poderia ser a minha última corrida e esse sentimento deixou-me relaxado. Queria apreciar toda a experiência, sabendo que seria a última vez... e depois as luzes apagaram-se e passei pelas 55 voltas mais intensas da minha vida. Tomei a minha decisão na segunda-feira à tarde”, acrescentou, explicando que Toto Wolff, diretor da Mercedes, compreendeu as razões do abandono precoce.

“Agora, só estou aqui para apreciar o momento.” Dez anos depois, ele diz adeus à Fórmula 1. E nós dizemos: adeus, “Britney”.