Tribuna Expresso

Perfil

Fórmula 1

 Lewis Hamilton foi o mais rápido nos testes de Barcelona

Apenas 0,113” separaram o piloto britânico de Sebastian Vettel

Pedro Roriz

Lewis Hamilton

ALBERT GEA/ Reuters

Partilhar

Era grande a expectativa com que se aguardava o início dos testes de F1, cujo campeonato arranca, a 26 de Março, em Melbourne (Austrália). Apesar das alterações regulamentares, que tornaram os carros mais largos e mais pesados, não só por via do aumento do tamanho dos pneus e permitiram uma melhoria da ordem dos três segundos por volta em relação aos testes do ano passado, a verdade é que nada parece ter mudado. O inglês Lewis Hamilton (Mercedes) a registou a melhor marca do primeiro dia, à frente do alemão Sebastian Vettel (Ferrrari), apesar de só ter rodado da parte da tarde.

A diferença de 0,113” registada entre os dois pilotos poderá ser explicada pelo facto do inglês ter rodado com pneus macios e o alemão, que foi piloto que mais voltas (128) cumpriu, com pneus médios.

De manhã, a “flecha de prata”, presente no traçado catalão, esteve entregue ao finlandês Valtteri Bottas, o novo recruta da marca de Stuttgart, que registou o sexto tempo do dia, depois de, durante grande parte da manhã, ter estado no topo da tabela de tempos.

Curiosamente, a Mercedes foi a única equipa a ter os seus dois pilotos em acção, enquanto as restantes oito equipas apenas tiveram um dos seus homens em acção.

Terceiro tempo para o brasileiro Felipe Massa (Williams), de volta à F1, depois de ter anunciado o abandono, como consequência da “transferência” de Valtteri Bottas para a Mercedes, à frente do dinamarquês Kevin Magnussen (Haas), o novo piloto da equipa norte-americana.

Red Bull e McLaren foram as equipas que revelaram maiores dificuldades neste primeiro dia de trabalho para a nova época.

Na Red Bull, o australiano Daniele Ricciardo apenas conseguiu cumprir 50 voltas, por problemas com um sensor e com as baterias, mas acabou por averbar o quinto tempo, enquanto, na McLaren, o espanhol Fernando Alonso limitou-se a cumprir 29 voltas, foi o que menos rodou, em consequência de fugas de óleo, com a equipa apostada em resolver o problema para amanhã.

Tempos do primeiro dia:

Lewis Hamilton (Mercedes), 1’21,765”;
Sebastian Vettel (Ferrari), 1’21,878”;
Felipe Massa (Williams), 1’22,076”;
Kevin Magnussen (Haas), 1’22,894”;
Daniel Ricciardo (Red Bull), 1’22,926;
Valtteri Bottas (Mercedes), 1’23,169”;
Sérgio Perez (Force Índia), 1’23,709;
Carlos Sainz (Toro Rosso), 1’24,494”;
Nico Hulkenberg (Renault), 1’24,784;
Fernando Alonso (McLaren), 1’24’852”;
Marcus Ericsson (Sauber), 1’26,841”