Tribuna Expresso

Perfil

Fórmula 1

Alonso falta a GP do Mónaco para ir às 500 milhas de Indianapólis

O piloto espanhol da McLaren-Honda vai trocar a Fórmula 1 pelo Indy 500, mas só por uma semana

Expresso

Fernando Alonso tem 35 anos e é piloto na McLaren-Honda

SAEED KHAN/GETTY

Partilhar

É trocar uma corrida histórica por outra, ainda que em carros bem diferentes. Fernando Alonso não vai estar no Grande Prémio do Mónaco de Fórmula 1 para participar pela primeira vez nas (míticas) 500 milhas de Indianapólis, nos EUA, a 28 de maio.

Tal como na Fórmula 1, Alonso vai conduzir um McLaren com motor Honda, já que a participação na prova norte-americana foi combinada com a equipa, juntamente com o apoio da Andretti Autosport.

"Estou muito emocionado", disse o piloto espanhol, citado pela McLaren-Honda. "Nunca corri num IndyCar e nunca conduzi numa super-speedway, mas estou confiante e vou adaptar-me rápido. Vi muitas destas corridas pela televisão e é preciso ter muita precisão, porque os carros estão muito próximos e a mais de 350 km/h", acrescentou.

Alonso tem como objetivo conseguir a "tripla coroa", ou seja, conquistar as três corridas míticas do automobilismo: o Grande Prémio do Mónaco de Fórmula 1 (que já conseguiu), as 500 milhas de Indianapólis e as 24 horas de Le Mans. "É um feito que só um piloto conseguiu: Graham Hill", explicou.

O nome do piloto que irá substituir Fernando Alonso no GP Mónaco será anunciado em breve, segundo a McLaren-Honda, mas é provável que o substituto seja Jenson Button, que tem contrato com a equipa, apesar de estar num ano sabático.