Tribuna Expresso

Perfil

Fórmula 1

Hamilton está à beira do quarto título mundial de Fórmula 1

Se não esbanjar, Hamilton, que já conquistou o título mundial em 2008, 2014 e 2015, irá juntar-se a Vettel e ao francês Alain Prost na lista de tetracampeões na F1

Lusa

Dan Mullan

Partilhar

O piloto britânico Lewis Hamilton (Mercedes) tem via aberta para entrar para a restrita galeria de tetracampeões mundiais de Fórmula 1, o que pode acontecer já no domingo, nos Estados Unidos, a três provas do fim do campeonato.

Hamilton tem 59 pontos de vantagem sobre o alemão Sebastian Vettel, segundo classificado do Mundial, e precisa de ganhar 16 pontos ao piloto da Ferrari na corrida norte-americana, mas há um terceiro protagonista no ‘enredo’, que o pode impedir de assegurar com tanta antecedência a conquista do título de 2017.

Com o máximo de 100 pontos para cada piloto conquistar nas quatro últimas provas do campeonato, o britânico necessita também de ganhar três ao atual terceiro colocado do Mundial, o finlandês Valtteri Bottas, que, a 72 pontos do colega na Mercedes, ainda tem hipóteses académicas de chegar ao título.

Para se sagrar campeão nos Estados Unidos, Hamilton necessita de vencer e esperar que Vettel termine abaixo do quinto lugar ou concluir a corrida no segundo posto e ver o alemão ficar abaixo do oitavo, ainda que, nesta última situação, precise também que Bottas não vença.

Mesmo que não consiga festejar o título da categoria rainha do desporto automóvel no circuito das Américas, em Austin, o piloto britânico continuará em situação privilegiada para o conquistar em qualquer uma das três provas seguintes: México, Brasil e Emirados Árabes Unidos.

Vettel sofreu um forte revés nas suas aspirações, ao desistir em duas das últimas três corridas, e mesmo que se imponha nas quatro últimas provas do ano, não impedirá Hamilton de se sagrar campeão se o rival terminar todas, pelo menos, no quarto lugar.

Se não esbanjar uma vantagem tão confortável, Hamilton, que já conquistou o título mundial em 2008, 2014 e 2015, junta-se a Vettel e ao francês Alain Prost na lista de tetracampeões, apenas atrás do recordista alemão Michael Schumacher (sete) e do argentino Juan Manuel Fangio (cinco).