Tribuna Expresso

Perfil

Fórmula 1

Ricciardo vence alucinante Grande Prémio da China

Australiano e Red Bull montaram estratégia vitoriosa em Shangai. Vettel continua na liderança do campeonato, mas viu Hamilton encurtar a distância.

Expresso

Tom Pennington

Partilhar

Daniel Ricciardo foi o grande vencedor da terceira etapa do Mundial de Fórmula 1 que decorreu esta madrugada em Shangai, na China.

O australiano da Red Bull partiu da sexta posição da grelha, mas logrou, a pulso, chegar à primeira posição, depois de as últimas 20 voltas da corrida terem sido cheias de incidências. O piloto e a sua equipa aproveitaram-nas como ninguém.

Tudo começou a ganhar forma depois de uma colisão entre os Toro Rosso de Hartley e Gasly que obrigou à entrada do safety car em pista, decorridas que estavam 32 voltas.

A Red Bull aproveitou a deixa e chamou os seus pilotos às botes para substituir os pneus médios por macios.

Depois da limpeza da pista, a animação começou na liderança da corrida, com Verstappen a calcular mal uma ultrapassagem sobre Hamilton, tendo mesmo saído de pista.

Ricciardo foi mais competente na missão e depois de Hamilton ainda ultrapassou Bottas e Vettel. À 45ª volta, a onze do final, o piloto estava na liderança da corrida e por lá se manteve até ao final.

Sebastien Vettel, da Ferrari, atual líder do campeonato, - que se envolveu num choque com Verstappen - acabou a prova na oitava posição. Hamilton (Mercedes) foi quinto, pelo que se aproximou da liderança. Bottas (Mercedes), segundo na China, fecha o pódio da classificação geral.

Para Ricciardo, a vitória em Shangai foi a primeira de 2018 e a sexta na carreira do piloto de 28 anos.