Tribuna Expresso

Perfil

Futebol feminino

Phil Neville é o novo selecionador feminino e foi arrasado no Twitter por mulheres

Numa mensagem publicada em 2012 no Twitter, Neville escreveu que as mulheres são “hipócritas” e que “querem sempre igualdade, menos na hora de pagar as contas”

Lusa e Expresso

Sue Campbell, líder do futebol feminino inglês, na apresentação de Phil Neville como novo selecionador feminino de Inglaterra

Nick Potts - PA Images

Partilhar

O ex-jogador Phil Neville foi o escolhido para assumir o cargo de selecionador da equipa feminina de futebol de Inglaterra, até ao Europeu de 2021, anunciou na terça-feira a Federação Inglesa. Mas a sua permanência pode vir a ser curta.

O antigo internacional britânico veio suceder a Mark Sampson, despedido em setembro, por “conduta inaceitável e inapropriada”, no período em que esteve à frente da equipa feminina do Bristol, entre 2009 e 2013.

Sampson, que levou a Inglaterra às meias-finais do Europeu na Holanda, já tinha sido acusado num outro processo, pela jogadora Eni Aluko, do Chelsea, que acusou o técnico de abuso e atitudes racistas.

Poucas horas depois do anúncio da escolha de Neville para selecionador, algumas mensagens polémicas do ex-jogador no Twitter, datadas de 2012, surgiram nas redes sociais.

Numa mensagem, Neville chama as mulheres de “hipócritas” e refere que estas “querem sempre igualdade, menos na hora de pagar as contas”.

Noutra, o britânico deu os bons dias apenas a homens, afirmando que as mulheres “estavam ocupadas a preparar o pequeno almoço, vestir as crianças e a fazer a cama”.

De acordo com a imprensa britânica, Phil Neville apagou, entretanto, estas mensagens da sua rede social.