Tribuna Expresso

Perfil

Futebol internacional

Messi anuncia boicote da seleção argentina aos media

“Fomos alvo de muitas acusações e de uma grande falta de respeito e nunca dissemos nada. Lamentamos mas tem que ser deste modo. Não nos resta outra opção”, afirmou o craque na conferência de imprensa após a vitória sobre a Colômbia

Alexandre Costa

Partilhar

Silêncio. Após a vitória da Argentina por três a zero frente à Colômbia, terça-feira à noite, Lionel Messi anunciou em conferência de imprensa que os jogadores argentinos irão fazer um boicote aos media por tempo indeterminado.

“Fomos alvo de muitas acusações e de uma grande falta de respeito e nunca dissemos nada. Nós lamentamos mas tem que ser deste modo. Não nos resta outra opção”, afirmou o capitão argentino.

“Sabemos que muitos de vocês não estão no jogo de não nos respeitarem, mas a entrada na vida pessoal de cada um é muito grave”, acrescentou.

Os jogadores haviam sido muito criticados pelas sucessivas derrotas nos jogos de qualificação para o Mundial de Futebol de 2018, que terá lugar na Rússia, mas a decisão foi anunciada após uma rádio ter referido que o jogador Ezequiel Lavezzi fumara marijuana após um treino.

O selecionador da Argentina, Edgardo Bauza, disse que a decisão do boicote tinha sido dos jogadores e acrescentou estar feliz pela vitória conquistada pela sua equipa face à Colômbia. “Disse aos jogadores que estou feliz por eles após uma semana de críticas e porque não foi um jogo fácil”, explicou.