Tribuna Expresso

Perfil

Futebol internacional

Atlético Nacional pede entrega da Taça Sul-Americana à Chapecoense

Em comunicado, a equipa colombiana pede que o título seja concedido ao clube brasileiro, em homenagem às vítimas

Marta Gonçalves

NELSON ALMEIDA/GETTY IMAGES

Partilhar

Tudo estava em aberto. Esta quarta-feira, Atlético Nacional e Chapecoense começar a disoputar a Taça Sul-Americana de futebol (uma espécie de Liga Europa local). Mas durante a viagem até à Colômbia, o avião em que viajava a equipa brasileira teve um acidente e morreram 75 pessoas. Horas depois do acidente, os colombianos do Atlético Nacional confirmaram a sua intenção de ver o prémio entregue ao clube vítima da tragédia.

“A dor embarga profundamente os nossos corações e invade de luto o nosso penasamento”, escreve o Atlético Nacional num comunicado publicado no seu site oficial. A nota prossegue com palavras de solidariedade para as famílias que perderam os entes queridos e lembra as “ilusões” e os “sonhos” de todos quantos perderam a vida.

“Este acidente vai marcar-nos para toda a vida”, pode ler-se, com o Atlético Nacional a sugerir que o título seja atribuído à Associação Chapecoense de Futebol “como distinção honorífica” pela grande perda sofrida e em memória das vítimas “pelas quais chora neste momento o futebol”.

A ideia do Atlético Nacional surgiu de uma decisão conjunta dos jogadores, direção e equipa técnica, que esta terça-feira se juntaram para homenagear os adversários.

O pedido está feito, mas a decisão ainda não foi tomada. Através do Twitter, a Confederação Sul Americana de Futebol, que tutela a competição, confirma ter recebido a intenção do Atlético Nacional e promete ponderar sobre a mesma, embora só deva pronunciar-se mais perto do final do ano.