Tribuna Expresso

Perfil

Futebol internacional

Avião partiu-se em três antes de cair

Aparelho que transportava a equipa brasileira do Chapecoense e que caiu perto da cidade de Medellín, matando 75 pessoas, deu duas voltas antes de cair, quando tentava fazer uma aterragem de emergência

MAFALDA GANHÃO e LUSA

NELSON ALMEIDA/GETTY

Partilhar

O Avro RJ85, que transportava a equipa brasileira do Chapecoense e que caiu perto da cidade de Medellín, matando 75 pessoas, partiu-se em três ao tentar fazer uma aterragem de emergência. Entre a informação disponível, o site que acompanha o tráfego aéreo mundial Flight Radar 24 mostra que o avião deu duas voltas antes de cair.

Segundo o portal de notícias brasileiro G1, a carta de aproximação ao aeroporto José Maria Cordova, em Medellín, indica que essas voltas são compatíveis com o trajeto antes de pousar.

A carta indica os procedimentos a fazer para pousar por instrumentos, a operação comum quando as condições de visibilidade não são boas. De acordo com o documento, o avião tem que descer em círculos para evitar montanhas na zona.

Fundamentais para que se conclua a causa do acidente, a Aeronáutica Civil da Colômbia já encontrou s duas caixas negras do aparelho e partilhou na rede social Twitter que estas estão em perfeito estado”.

A mesma entidade informou que já foram retirados do local 72 corpos e confirmou a existência de seis sobreviventes.

Entretanto, respondendo a um pedido colombiano, as autoridades britânicas anunciaram o envio de três investigadores para o local, que deverão chegar na quarta-feira.

Os investigadores irão acompanhados de representantes do grupo BAE Systems, fabricante britânico do avião que caiu.

  • Desolador

    Futebol internacional

    Avião que transportava a delegação do clube de futebol Chapecoense caiu com Medellín à vista, após uma viagem em clima de festa. A maior parte dos corpos já foram resgatados e as autoridades colombianas confirmam terem recuperado também as duas caixas negras do aparelho. Só a sua análise permitirá explicar a causa do acidente

  • A certeza errónea de que nada é mais natural do que um dia seguir-se a outro

    Futebol internacional

    A morte aconteceu-lhes a 30 quilómetros do destino, na Colômbia: 75 morreram, seis sobreviveram (na verdade foram sete, mas um não resistiu aos ferimentos depois de resgatado). Foram 75 tragédias e seis milagres naquele avião que caiu. Quase todo o Chapecoense, equipa de cidade influenciada por índios e italianos e exemplo de rara organização no futebol brasileiro, desapareceu ali. Minutos antes, os jogadores publicaram um vídeo: alguém faz uma “selfie”, a maioria sorri. Estão todos tranquilos. É aquela certeza errónea que todos temos de que nada é mais natural do que um dia seguir-se a outro