Tribuna Expresso

Perfil

Futebol internacional

Na China estão os mais bem pagos do mundo - e os salários fazem corar os europeus

O Shanghai SIPG, que a partir de janeiro será treinado por André Villas-Boas, pagou 70 milhões de euros pelo brasileiro Oscar, que este ano passou mais tempo no banco do Chelsea do que a jogar. Agora terá um salário maior do que os de Cristiano Ronaldo e Lionel Messi. O dinheiro chinês está a convencer muitos jogadores a rumar a oriente e o próximo será Carlos Tévez, que terá à sua espera um contrato de 37,5 milhões de euros/ano

Lídia Paralta Gomes

Quem não gosta de milhões? O brasileiro Oscar vai receber uns quantos (mais propriamente 25) no próximo ano

BEN STANSALL/Getty

Partilhar

Há presentes de Natal melhores do que outros e Oscar não se pode queixar. O médio brasileiro do Chelsea foi esta sexta-feira confirmado no Shanghai SIPG, equipa da Superliga chinesa que na próxima temporada será orientada por André Villas-Boas e que já tem Hulk no plantel. Os valores são, e desta já estariam à espera, de deixar os olhos em bico. Aos 25 anos, o internacional brasileiro vai receber qualquer coisa como 24,4 milhões de euros anuais e 469 mil euros por semana, passando num ápice de aquecedor de banco no Chelsea ao posto de jogador mais bem pago do Mundo. Sim, à frente de Cristiano Ronaldo e Lionel Messi, que ganham ambos cerca de 430 mil euros por semana. Aos 25 anos, e apesar deste ano não ter sido aposta regular de Antonio Conte no onze do Chelsea, Oscar tem pela frente os seus melhores anos e mercado no futebol europeu não lhe faltaria. Contudo, o dinheiro falou mais alto, num negócio que também não é mau para o Chelsea, que vai receber cerca de 70 milhões de euros pelo passe de Oscar.

Oscar é apenas o último jogador na flor da idade a trocar a Europa pela China, onde dinheiro é coisa que não parece faltar. Esta nova vaga começou em janeiro, com o brasileiro Ramires a trocar também o Chelsea pelo Jiangsu Suning, clube que contratou ainda Alex Teixeira, jogador na altura cobiçado pelo Liverpool. Também na janela de transferências de janeiro, Ezequiel Lavezzi deixou o Paris Saint-Germain para assinar pelo Hebei China Fortune, onde recebe qualquer coisa como 269 mil euros por semana

Mas mais chocante ainda terá sido a contratação de Jackson Martinez pelo Guangzhou Evergrande, seis meses depois do Atlético Madrid pagar 35 milhões pelo colombiano ao FC Porto. Para a história ficará a cara de pouco entusiasmo do avançado na hora da oficialização da mudança para o Oriente e também a confirmação de que o investimento chinês era mesmo para valer.

De tal forma que em junho nova fornada de jogadores fez as malas rumo aos milhões chineses. O brasileiro Hulk foi um deles, não resistindo aos 19,3 milhões de euros ao ano que o Shanghai SIPG lhe oferecia. Após o Euro ‘2016, o italiano Graziano Pelle deixou o Southampton para assinar pelo Shandong Luneng, a troco de 15,8 milhões de euros anuais. Aos 31 anos, o avançado percebeu que estava ali o contrato da sua vida, apesar de ter sido uma das boas surpresas da Premier League de 2015/16.

Agora, com nova janela de transferências à porta, o ataque chinês promete não ficar por aqui e Oscar não deverá ficar muito mais tempo no topo da tabela dos mais bem pagos. Faltará apenas a confirmação oficial do Shanghai Shenhua para Carlos Tévez assumir esse posto, estando em cima da mesa um contrato que lhe dará qualquer coisa como 722 mil euros por semana e 37,5 milhões de euros ao ano. Nada mau para um jogador com 32 anos. O argentino, que brilhou no Manchester United, no Manchester City e na Juventus antes de voltar ao clube que o formou, o Boca Juniors, já se despediu inclusive de La Bombonera no último domingo. Não há amor de infância que resista a um contrato que deixará Tévez descansado para o resto da vida.

Carlos Tévez já se despediu dos adeptos do Boca Juniors: em breve será o mais bem pago do mundo

Carlos Tévez já se despediu dos adeptos do Boca Juniors: em breve será o mais bem pago do mundo

ALEJANDRO PAGNI/Getty

De onde vem o dinheiro?

Xi Jinping, presidente chinês que tomou posse em 2013, é um fanático do futebol e um homem com um plano. Plano esse que passa por, e por esta ordem, colocar o China novamente numa grande competição mundial, organizar um Mundial e, depois, quem sabe, vencer mesmo a competição.

O caminho será longo, mas vontade não falta e até 2020 o governo chinês quer ter oito milhões de crianças a jogar futebol e mais de 20 mil escolas espalhadas pelo país. Mas enquanto não aparecem os craques chineses, aposta-se no campeonato. Com dinheiro, muito dinheiro. Quase todos os clubes da Superliga chinesa são detidos por grandes empresas de construção, que recebem incentivos do governo para investir no futebol e na contratação de jogadores que façam do campeonato chinês mais atrativo.

E a aposta não passa apenas por jogadores, mas também por técnicos. Luiz Felipe Scolari é o treinador dos campeões Guangzhou Evergrande, que também já foi orientado por Marcello Lippi e Fabio Cannavaro. Antes de contratar André Villas-Boas, o Shanghai SIPG era treinado pelo sueco Sven-Goran Eriksson e Manuel Pellegrini é o atual técnico do Hebei. Gregorio Manzano e Alberto Zaccheroni já passaram pelo Beijing Guoan. O Shandong Luneng é agora treinado pelo alemão Felix Magath, que substituiu o ex-selecionador brasileiro Mano Menezes.

Os 10 mais bem pagos da China

1.º Carlos Tévez (Shanghai Shenhua) - 37,5 milhões de euros por ano/722 mil por semana*

2.º Oscar (Shanghai SIPG) - 24,4 milhões de euros por ano/469 mil por semana

3.º Hulk (Shanghai SIPG) - 19,3 milhões de euros por ano/372 mil por semana

4.º Graziano Pelle (Shandong Luneng) - 15,8 milhões por ano/305 mil por semana

5.º Asamoah Gyan (Shanghai SIPG) - 14,8 milhões por ano/285 mil por semana

6.º Ezequiel Lavezzi (Heibei China Fortune) - 14 milhões por ano/269 mil por semana

7.º Ramires (Jiangsu Suning) - 13 milhões por ano/250 mil por semana

8.º Jackson Martínez (Guangzhou Evergrande) - 12,5 milhões de euros por ano/240 mil por semana

9.ª Alex Teixeira (Jiangsu Suning) - 12 milhões de euros por ano/230 mil por semana

10.ª Burak Yilmaz (Beijing Guoan) - 8 milhões de euros por ano/154 mil euros por semana

* Carlos Tévez ainda não foi oficializado pelo Shanghai Shenhua