Tribuna Expresso

Perfil

Futebol internacional

Manchester United nomeia diretor antiterrorismo

A decisão surge após dois episódios embaraçosos que revelaram falhas de segurança em Old Trafford

Luís M. Faria

À entrada de Old Trafford, todos os veículos são inspecionados pela segurança do estádio do Manchester United

Alex Livesey / Getty Images

Partilhar

O Manchester United tornou-se o primeiro clube britânico a nomear um diretor de antiterrorismo a tempo inteiro. A decisão, anunciada num fórum do clube, vem numa altura em que os serviços de informação nacionais consideram altamente provável a ocorrência de ataques terroristas no país.

Após o ataque ao Stade de France (Paris) em 2015, as medidas de segurança nos recintos desportivos já tinham sido reforçadas no Reino Unido. O estádio de Old Trafford, onde joga o Manchester United, passou a efetuar buscas corporais e a controlar rigorosamente a entrada de carros. Isso não impediu que em maio um jogo com o Bornemouth tivesse de ser adiado, após a descoberta de uma possível bomba numa casa de banho, ou que em novembro dois fãs conseguissem esconder-se durante uma visita ao estádio e passar lá a noite. Eles queriam assistir ao jogo no dia seguinte, mas foram descobertos.

Em outubro, uma especialista em defesa, Ruth Hening, já tinha apelado a que os locais de espetáculos recebessem obrigatoriamente treino antiterrorista. O responsável agora nomeado pelo Manchester é um antigo inspetor que trabalhava na unidade especial de buscas da polícia local.