Tribuna Expresso

Perfil

Futebol internacional

Drenthe: de promessa da bola a rapper

O holandês Royston Drenthe que em 2007 assinou pelo Real Madrid depois de brilhar no europeu de sub-21, resolveu dedicar-se à música.

PIERRE-PHILIPPE MARCOU

Partilhar

Royston Drenthe iniciou-se no Feyenoord e bastou-lhe uma época para chamar a atenção e ser convocado à seleção holandesa de sub-21 que disputou, em casa, o Europeu daquela categoria, em 2007.

Drenthe foi a estrela da equipa laranja e escolhido pela UEFA como melhor jogador da competição. Deu nas vistas de tal forma que despertou o interesse de vários clubes e levou o Real Madrid a pagar 14 milhões de euros ao Feyenoord por ele.

O lateral esquerdo realizou 65 jogos pelos madrilenos, mas não foi capaz de agarrar o lugar de forma convincente. Passou depois uma temporada no Everton, em 2011, e experimentou ainda o futebol russo (Alania) e o turco (Kayseri Erciyesspor), antes da sua aventura pelos Emirados Árabes Unidos, onde representou o Baniyas até final da época passada.

Aos 29 anos e sem equipa nova, Drenthe decidir mudar de carreira: investiu no rap, com o nome Roya2Faces, e quarta-feira lançou o seu primeiro single, "Paranoia". Antes já tinha registada uma música com Ryan Babel, um holandês que atua no Besiktas.