Tribuna Expresso

Perfil

Futebol internacional

A Justiça não queria adeptos do Flamengo e do Vasco no mesmo estádio - e o jogo foi mudado para Minas Gerais

Tribunal decidiu que apenas adeptos de uma equipa poderão entrar no estádio em clássicos no Rio de Janeiro. Por questões de segurança

Evandro Furoni

Carlos Gregório Jr/Vasco

Partilhar

Numa tentativa de conter a onda de violência nos jogos de futebol, a Justiça do Rio de Janeiro determinou que só seriam aceites adeptos de uma equipa no estádio em clássicos no Estado. Flamengo e Vasco não aprovaram a ordem e decidiram que jogarão uma partida do Campeonato Carioca em Minas Gerais. Há um problema, o carnaval.

O clássico, um dos mais tradicionais do Rio de Janeiro, será jogado na cidade de Juiz de Fora, a 127 km da Cidade Maravilhosa. Como a ordem judicial tem valor apenas dentro do Estado do Rio de Janeiro, os adeptos das duas equipas poderão sem problemas ir ao estádio.

O problema é que o governo de Juiz de Fora diz não estar preparado para receber o jogo. A polícia da cidade estará ocupada com as festas durante o carnaval e não terá condições de proteger os adeptos. O governo do município disse nesta terça que não autoriza o uso do estádio no sábado, apesar do anúncio feito pela federação de futebol do Rio de Janeiro.

O impasse começou no último dia 12.

Os adeptos de Flamengo e Botafogo envolveram-se em confusões antes da partida disputada no estádio do Engenhão. Uma pessoa foi morta, outras oito foram feridas. Após o caso, foi determinado que apenas adeptos da equipa da casa poderiam entrar no estádio em grandes jogos. O caso é semelhante ao que já ocorre em clássicos entre as equipas de São Paulo.

Os presidentes de Flamengo e Vasco, que disputarão o primeiro clássico depois da ordem judicial, não concordaram com a solução. Pelo regulamento do Campeonato Carioca, a divisão de bilhetes é feita de modo igualitário em clássicos.

“Nosso campeonato é tecnicamente desequilibrado quando falamos em quem está a jogar em casa. Ele é elaborado para ser um campeonato igualitário. Essa decisão do juiz dificulta, colide com nosso regulamento. Por isso ficamos em situação delicada. Em conversa com as equipas, achamos melhor fazer em outra praça”, explicou Marcelo Viana, diretor de competições da Federação de Futebol do Rio de Janeiro, para o canal de televisão brasileiro “Sportv”. Tanto a federação como as equipas ainda tentam reverter a ordem nos tribunais.

Não será a primeira vez que um grande jogo do Campeonato Carioca será jogado longe do Rio de Janeiro. Em 2016, Flamengo e Fluminense jogaram no estádio do Pacaembu, em São Paulo, pois o Maracanã e o Engenhão estavam em reformas para os Jogos Olímpicos. No mesmo ano, Flamengo e Vasco jogaram em Brasília.

Nota: A SIC Radical transmite jogos do Paulistão, Cariocão e Brasileirão