Tribuna Expresso

Perfil

Futebol internacional

O treinador que conduziu o Leicester “ao maior triunfo da sua história” foi despedido

Menos de um ano depois de ter sido campeão inglês, Ranieri foi dispensado. “É difícil, mas necessário”, diz o clube

Expresso

Laurence Griffiths

Partilhar

Claudio Ranieri foi despedido do Leicester. Menos de um ano depois de ter conduzido a equipa à histórica vitória do campeonato inglês e de ter sido “o mais bem-sucedido treinador de todos os tempos do clube”, o italiano deixa de estar ligado ao Leicester, que neste momento se encontra em 17º lugar da Premier League.

“Esta noite (quinta-feira), o Leicester City Football Club despediu o treinador da equipa principal, Claudio Ranieri”, lê-se no comunicado divulgado pelo clube britânico. “Na época passada, levou a equipa ao maior triunfo dos nossos 133 anos de história, ao sermos campeões ingleses pela primeira vez. O seu estatuto de treinador mais bem-sucedido de todos os todos os tempos não está em causa”.

Ranieri foi contratado em julho de 2015. Um ano e sete meses depois, a direção do cube justifica o despedimento pelos recentes resultados obtidos pela equipa: “É duro, mas necessário”.

“Esta foi a decisão mais difícil que tomámos nos últimos sete anos. Mas temos o dever de colocar os interesses a longo prazo do clube sobre todos os sentimentos pessoais, independentemente do quão forte são. Claudio trouxe qualidades fantásticas. O seu carinho, charme e carisma ajudaram-nos a transformar as perceções do clube e a desenvolver o seu perfil a uma escala global. A ele, estaremos sempre gratos pelo que nos ajudou a alcançar”, acrescentou.

Agora, serão o treinador-adjunto Craig Shakespeare e o técnico Mike Stowell a liderar a equipa até que um novo treinador seja contratado. “A direção vai começar um processo de recrutamento e não fará mais comentários até que este seja concluído”, refere ainda o comunicado.