Tribuna Expresso

Perfil

Futebol internacional

Em apenas sete minutos, Belotti fez três golos, igualou recorde com 17 anos e mordeu os calcanhares de Messi

O Torino venceu este domingo o Palermo por 3-1 em casa e consolidou o nono lugar na Serie A. O grande destaque do encontro foi o feito de Andrea Belotti que, em apenas sete minutos, marcou três golos e igualou um recorde com 17 anos.

Francisco Perez

Andrea Belotti celebra a vitória do Torino, levando consigo a bola do jogo no final do encontro

Valerio Pennicino/Getty

Partilhar

A 30 de Janeiro de 2000, Andriy Shevchenko, então no AC Milan, apontou um hat-trick frente ao Perugia, onde alinhava o português Hilário Leal, entre os 70 e os 77 minutos, garantindo uma vitória por 3-0 aos milaneses.

Nessa época, o Milan terminou o campeonato em terceiro lugar, a 11 pontos da Lazio, mas o avançado ucraniano levou para casa o título de melhor marcador da Liga italiana, com 24 remates certeiros.

Este domingo, para além de assegurar a vitória para a formação turinesa, Andrea Belotti igualou o feito do Bola de Ouro de 2004, concretizando três remates entre os 73 e os 81 minutos, dois de cabeça e uma finalização de primeira após assistência de Adem Ljajić. Antes do primeiro golo, o Torino estava a perder por 1-0 com o Palermo e 17 anos depois, houve um recorde igualado.

Curiosamente, o internacional italiano assegurou a vitória diante da sua antiga equipa, de onde saiu em agosto de 2015.

Figura central dos italianos esta temporada, o avançado de 23 anos lidera a lista de melhores marcadores da Serie A com 22 golos, superiorizando-se até ao momento a avançados como Gonzalo Higuaín (Juventus), Edin Dzeko (Roma), Dries Mertens (Nápoles), Mauro Icardi (Inter) ou Ciro Immobile (Lazio).

A três pontos do oitavo lugar, ocupado pela Fiorentina de Paulo Sousa, o Torino dificilmente poderá ambicionar a conquista do scudetto – feito conquistado pela última vez em 1975-76 –, mas poderá ver o ponta-de-lança italiano ganhar a Bota de Ouro esta temporada.

Na corrida ao galardão que consagra o melhor marcador dos campeonatos europeus, Belotti está em segundo lugar, à frente de Pierre Aubameyang (Dortmund), Edinson Cavani (PSG), Harry Kane (Tottenham), Robert Lewandowski (Bayern Munique), Luís Suárez (Barcelona), Cristiano Ronaldo (Real Madrid), entre outros. Na primeira posição, com mais um golo do que ele, está um extraterrestre: Lionel Messi.