Tribuna Expresso

Perfil

Futebol internacional

“Achas que os Chicago Fire podem ganhar o Mundial de futebol?”, perguntou um jornalista a Schweinsteiger

A apresentação do jogador alemão nos EUA foi um rodízio de perguntas estranhas e desajustadas

Patrícia Gouveia

David Banks

Partilhar

Foi caricato, mas ao menos arrancou algumas risadas ao jogador. Bastian Schweinsteiger foi apresentado no Chicago Fire, equipa norte-americana que atua na Major League Soccer (MLS), numa cerimónia com algumas gafes. Isto porque alguns jornalistas não pesquisaram o suficiente sobre o jogador alemão – e sobre a própria competição – e fizeram algumas perguntas no mínimo... estranhas.

“Ganhar o Campeonato do Mundo é uma expectativa plausível para o Chicago Fire?”, perguntou um jornalista para espanto do médio. O jogador nem teve oportunidade de responder e foi logo interrompido por um dirigente que explicou que o Chicago Fire, obviamente, não disputa o Mundial destinado apenas às seleções.

Mas as perguntas inéditas continuaram. O ex-jogador do Manchester United foi questionado sobre o desejo de voltar a defender a camisola alemã. Até aqui tudo bem, não tivesse Schweinsteiger anunciado ter deixado a seleção em julho do ano passado.

Apesar das gafes, a chegada de Schweinsteiger ao Chicago Fire foi uma ocasião de grande festa. O jogador foi recebido por uma multidão de fãs no aeroporto e aproveitou a ocasião para agradecer o carinho dos adeptos.

O ex-jogador do Manchester United foi contratado em 2015 pelo clube inglês, mas deixou de contar quando José Mourinho assumiu o comando técnico dos 'reds'.

Schweinsteiger assinou contrato válido por um ano com o Chicago Fire e poderá vestir a camisola 31 já este sábado.