Tribuna Expresso

Perfil

Futebol internacional

Hoje joga-se em Manchester pelo títu... perdão, por um lugar na Champions

Duelo de titãs em Manchester esta noite (20h, SportTV3): Guardiola e Mourinho (perdão!, City e United) lutam por um lugar na Champions. Saiba quem regressa aos azuis e quem ainda fica de fora do lado vermelho.

Sónia Santos Costa

Clive Brunskill

Partilhar

Noite de tête-à-tête entre Mourinho e Guardiola. É no Etihad que os azuis e os vermelhos se juntam em campo, num jogo crucial para o futuro de ambas as equipas... na Champions. A vaga nos playoffs é um bilhete individual - e ambas as equipas de Manchester lutam para o arrecadar, ao contrário do que seria expectável no início da época, em que ambas pareciam destinadas a lutar pelo título de campeão.

Com 64 pontos, a equipa de Guardiola ocupa a quarta posição na tabela do campeonato. Mas o United segue o rival de perto, a apenas um ponto de diferença e à espreita por um deslize.

“Faltam seis jogos e quatro deles são no Etihad Stadium. Amanhã será o primeiro destes jogos em casa e é importante que consigamos os três pontos em busca da classificação para a próxima edição da Champions League", avançou Pep Guardiola.

O elenco dos azuis

Após ter sido substituído num jogo da Taça da Inglaterra - o que levantou preocupação acerca de uma eventual lesão - Sergio Agüero estará apto para jogar e deve ser titular esta noite.

Gabriel Jesus regressa também às hipóteses do treinador. O avançado brasileiro esteve fora de competições durante três meses, enquanto recuperava de uma lesão, e deve regressar ao banco de suplentes no dérbi desta noite.

As maleitas dos vermelhos

Uns com tanto e outros com tão pouco.

Mourinho continua a debater-se com os desfalques na sua equipa e às tantas já não sabemos se são mais no banco de suplentes ou nas macas do departamento médico. Esta quinta-feira, o treinador terá de se desenvencilhar sem Marcos Rojo, Juan Mata, Chris Smalling, Phil Jones, Paul Pogba e Zlatan Ibrahimovic (este último ausente até ao final do ano devido a uma grave lesão no joelho direito).

Apesar das circunstâncias parecerem desmotivadoras, o técnico português não desanima e mostra confiança naqueles que vai pôr em campo. “Vamos jogar com quem temos e vamos lutar com essas peças. Confio nos rapazes e continuamos com todas as nossas forças até ao final da temporada. Somos guerreiros e vamos perseguir os nossos objetivos”.

Double Trouble: something old, something new

O special one arrisca no Etihad uma estratégia de união entre a novidade e a experiência: a dupla Marcus Rashford e Wayne Rooney (que regressou contra o Burnley e marcou).

Quanto à rivalidade com o treinador do City, Mourinho prefere manter o silêncio. “Este jogo não é sobre o Pep Guardiola nem sobre o Manchester City. É sobre os nossos objetivos na temporada. Vamos tentar a Champions League. Ainda temos duas portas abertas", declarou, recordando a outra via de classificação para a competição: a vitória na Liga Europa.

Partilhar