Tribuna Expresso

Perfil

Futebol internacional

Todos querem Marco Silva. E Marco Silva, quer algum?

O treinador que está quase a salvar o Hull City de descer de divisão está a chamar a atenção de outros clubes: Watford, Southampton e West Ham estão atentos

Cláudia Alves Fernandes

O técnico do Hull City tem quatro pretendentes na Liga Inglesa

Gareth Copley

Partilhar

A faltar três jornadas para o fim, com o Chelsea em primeiro e o Tottenham em segundo, o desafio de Marco Silva é... outro: manter o Hull City a salvo da descida de divisão. E aquele que já treinou de leão ao peito não se tem saído nada mal nesse campeonato.

Quando chegou a Inglaterra em janeiro, depois de treinar os gregos do Olympiacos, Marco Silva foi a bóia de salvação que o Hull City precisava. A equipa encontrava-se abaixo da linha de água e preparava-se para sofrer. Mas Marco Silva não deixou: colocou a equipa na 17ª posição da Premier League, com 34 pontos, mais dois do que o antepenúltimo, o Swansea.

O clube do técnico de 39 anos recebe, no sábado (15h, SportTV3), o Sunderland, que ocupa o último lugar, com 21 pontos, e já foi despromovido. Vencendo em casa, esta será a oportunidade do Hull reforçar a posição que ocupa na tabela - e as hipóteses de permanência.

Agora que o treinador, que já promoveu o Estoril para a 1ª Liga e o apurou para a Liga Europa – por duas vezes –, está quase a completar o milagre de ressurreição do Hull, todos o querem. Os tigers continuam interessados em mantê-lo, e na mesma corrida juntam-se Watford, Southampton e West Ham.

Segundo a imprensa britânica, o italiano Walter Mazzari – que treina o 13º lugar da Premier League - está em risco de abandonar o Watford, e Claude Puel, do Southampton, parece ter o mesmo caminho, apesar de ocupar um razoável 9º lugar. O West Ham (15ª posição) pondera também uma mudança na equipa técnica, querendo substituir o técnico Slaven Bilic por... Marco Silva, lá está.

E, em Portugal, se o Espírito Santo não for suficiente, o FC Porto poderá ir buscar... o santo milagroso que pode salvar o Hull.

Partilhar