Tribuna Expresso

Perfil

Futebol internacional

Maradona volta ao ativo como treinador

É para comandar o Al Fujairah, equipa da segunda divisão dos Emirados Árabes Unidos, que, depois de quatro anos de interregno, Diego Armando Maradona volta a assumir um cargo de treinador

Patrícia Gouveia

Foto DR

Partilhar

Aos 56 anos, Diego Maradona, mítico jogador argentino, decidiu aceitar o desafio de comandar o Al Fujairah, equipa da segunda divisão dos Emirados Árabes Unidos, no que será a quinta experiência como treinador.

Há cinco anos que 'Dios' não trabalhava como técnico. A última equipa que treinou foi o Al Wasl, também dos Emirados Árabes.

O contrato com o Al Fujairah é válido durante um ano e, ao jornal 'Al Ittihad', o ex-número 10 mostrou-se animado com o novo trabalho. "É um prazer voltar a treinar, depois da minha passagem pelo Al Wasl no passado", disse. "Os dirigentes mostraram um grande otimismo, assim como o desejo de recolocar a equipa na primeira divisão."

A estreia de Maradona como treinador foi em 1994. Na altura, Maradona treinava o argentino Deportivo Mandiyú, mas a passagem foi curta. Um vitória, seis empates e cinco derrotas ditaram o fim da experiência depois de dois meses.

Depois, em 1995, Diego Armando Maradona treinou o Racing, também da Argentina e deixou o clube com dois triunfos, seis empates e cinco derrotas.

Em 2008, o desafio foi maior ao assumir a seleção argentina, quando Algio Basile deixou a formação alviceleste. Maradona levou a seleção até aos quartos de final do Mundial de 2010, na África do Sul, mas acabou por perder por 4-0 contra a Alemanha.

Por fim, no Al Wasl, o sucesso também não lhe bateu à porta. Um ano depois de entrar deixou o clube sem títulos - apesar de ter garantido no início da época, em 2011, que ia fazer um trabalho revolucionário.