Tribuna Expresso

Perfil

Futebol internacional

Lukaku e Mourinho, condenados a entenderem-se?

José Mourinho e Romelu Lukaku têm um passado conturbado. Mas o que quer que os separou um dia parece estar ultrapassado, ao ponto do Manchester estar disposto a fazer do avançado belga a contratação mais cara da sua história a seguir a Paul Pobga.

Expresso

Richard Heathcote/Getty Images

Partilhar

“O Romelu gosta de falar. É um rapaz novo que gosta de falar”. José Mourinho também gosta de falar e quando o fez para falar de Romelu Lukaku nem sempre foi agradável.

Com o português ao comando do Chelsea, na época 2013/14, o jovem avançado belga não se conseguiu impor, num ataque dominado por Diego Costa e Drogba.

A vontade de ser o 'indiscutível' do ataque de Stamford Bridge terá levado ao desentendimento de ambos. Lukaku acabou emprestado ao Everton ao cabo de três jogos ao serviço do Chelsea de Mourinho e, nesse período, as trocas de palavras entre ambos muitas vezes azedaram, com o treinador português a ser particularmente incisivo.

A venda do jogador ao Everton na temporada seguinte acabou por pacificar a relação.

“Assinei o acordo com o Everton às 11h e a primeira sms que recebi foi do Mourinho a dizer: ‘Boa sorte, dá o teu melhor, vêmo-nos na próxima época’. Foi o primeiro. Ninguém sabe disto e é por isto que eu lhe tenho um respeito imenso”, disse em tempos o jogador.

Sobre um possível reencontro no futebol, Lukaku já tinha dado de barato que “a página virou para ambos”. “Algumas pessoas acham que ainda tenho de o convencer mas não é nada disso. Há três anos eu tinha 20 e não estava preparado para ser efetivo de imediato num clube de topo”, declarou ainda.

Agora Lukaku tem 24 anos e pode vir a reencontrar-se com Mourinho no United numa supertransferência. A imprensa britânica fala esta quinta-feira de uma reviravolta na mesa de negociações com o Everton, pela contratação do jogador.

O Chelsea parecia o destino natural de Lukaku e há relatos de que é com ele que António Conte quer contar na dianteira, mas de Old Trafford terá chegado hoje aos “toffies” uma oferta difícil de bater e ainda mais de recusar: 85 milhões de euros, é o valor de que se fala.

A concretizar-se, seria a segunda transferência mais cara da história do United a seguir à de Paul Pogba e a segunda da época depois da contratação de Viktor Lindelof ao Benfica por 35 milhões.

Falta saber como vai o Chelsea responder. Em Manchester há a confiança de que Lukaku possa mesmo seguir viagem com o resto do plantel já no domingo, para uma digressão de pré-época nos Estados Unidos. Falta fechar o negócio. E isso não é pouco.

Partilhar