Tribuna Expresso

Perfil

Futebol internacional

Arsène Wenger podia ter sido treinador do United - há quinze anos

O treinador de futebol Arsène Wenger, que orienta o Arsenal desde 1996, admitiu hoje que há 15 anos foi sondado pelos dirigentes do Manchester United para suceder a Alex Ferguson no comando da equipa da liga inglesa

Lusa

Alan Walter

Partilhar

"Estava feliz aqui [no Arsenal] , sempre fui feliz aqui", disse Wenger, reagindo à "revelação" feita na autobiografia de Martin Edwards, que presidiu ao Manchester United entre 1980 e 2002.

O ex-presidente do United refere no livro que a direção do clube contactou Wenger no final da temporada 2001/02, depois de Alex Ferguson ter manifestado a intenção de se aposentar.

"A nossa primeira escolha foi Arsène", refere Edwards, acrescentando: "Então, fizemos a nossa abordagem a Wenger, que mostrou pouco interesse, apenas o suficiente para nos receber na sua casa em Londres e para ouvir o que lhe queríamos dizer".

Hoje, o técnico do Arsenal garantiu que se identifica "com os valores" do clube londrino, admitindo que apesar de o Manchester ser, naturalmente, um clube atraente, se sente feliz no Emirates Stadium.

Alex Ferguson deixou o comando do Manchester United em 2013, após 27 anos à frente da equipa de futebol, tendo sido substituído pelo escocês David Moyes.