Tribuna Expresso

Perfil

Futebol internacional

Mourinho: “O Benfica não é melhor do que Basileia, é muito melhor do que o Basileia. Mas com menos de 10 pontos não passa”

O treinador do Manchester United perspectivou o encontro contra o Benfica de quarta-feira (19h45, que pode acompanhar aqui na Tribuna Expresso), a contar para a Liga dos Campeões

Expresso

FABRICE COFFRINI

Partilhar

Os pontos que ele quer

“O nosso objetivo é qualificar-nos. Se conseguirmos antes do último jogo, o objetivo passa a sermos primeiro do grupo. Dentro desse contexto, um ponto fora de casa, contra a equipa mais forte das três que estão connosco neste grupo, será positivo. Mas queremos tentar ganhar.”

Os pontos que o Benfica precisa

“Não, não dou a equipa. Em primeiro lugar, porque os jogadores não sabem. Em segundo lugar, com tantas lesões, acho que, com um exercício matemático, vocês chegam lá. O Benfica, segundo as minhas contas, pode ser primeiro do grupo, com 12 pontos, ou segundo, com 10 pontos. Menos do que isso, não se qualifica. Por isso, tem de fazer pontos no jogo de amanhã. Se vai ser mais ou menos defensivo? Não sei. Estudei o Benfica o melhor que consegui e o Rui [Vitória] já fez tantas coisas diferentes na Champions - três médios, dois médios, com o Pizzi numa das faixas - e eu conheço-o bem. Mas vamos olhar para o nosso jogo. O Benfica não é só melhor, o Benfica é muito melhor do que o Basileia e do que o CSKA”

Os anos de Luisão

“Luisão? Chegou a Portugal na minha última época no Porto. É uma carreira única, quer dizer, quase única, principalmente para um jogador estrangeiro que fica tantos anos no futebol português. Se o quis levar para o Chelsea? Honestamente, não. Mas sempre o respeitei pela consistências, mentalidade ganhadora, número de jogos, as poucas lesões. Eu acho que ele vai e deve acabar a carreira no Benfica”

E os anos de contrato no United

“Penso que vocês, enquanto imprensa britânica, têm a resposta para isso. No mesmo dia, dizem que assinei com o Manchester United por cinco anos, e no dia seguinte, que vou assinar com o PSG. Não estou a assinar nenhum contrato de cinco anos e não vou sair para o PSG. Estou no United e tenho contrato. O fututor no futebol é amanhã. A única coisa que afirmei, e que é verdade, é que não vou terminar a minha carreira no Manchester United. Como é possível, no futebol moderno, um treinador durante 15, 20 anos no mesmo clube? Penso que o Arsène Wenger é o último. Vou ficar no futebol mais 15 anos e ficar 17 anos no mesmo clube é uma miragem - é impossível. Repito: o Wenger será o último a fazer isto.”

As críticas

“Não tenho nenhum comentário a fazer às críticas que se fizeram em Inglaterra [sobre o alegado sistema defensivo com que jogou contra o Liverpool”

Os incêndios

“É difícil acrescentar alguma coisa ao que tem sido dito. É difícil de aceitar o que se passa, é uma realidade triste. A única coisa que eu poderia... acrescentar... A única coisa que poderia acrescentar é que se pode trocar um resultado num jogo de futebol por uma vida que se perde. O futebol perde significado perante uma tragédia como essa. Os meus sentimentos para os familiares daqueles que partiram. 17 anos fora do Benfica são muitos anos, mas recordo-me de todos os detalhes do meu início de carreira, aqui, no Benfica. Ainda joguei aqui um Benfica-FC Porto.