Tribuna Expresso

Perfil

Futebol internacional

Há um abismo entre Neymar e Emery. Estará Mourinho entre ambos?

Dias depois de chegarem desde Inglaterra rumores de que Mourinho estaria em conversações com o Paris St. Germain, o "L'Équipe" garante que a relação entre Neymar e o técnico Unay Emery é fria e distante e está a ponto de quebrar

Lídia Paralta Gomes

Emery e Neymar, quando tudo ainda eram sorrisos

BERTRAND GUAY/Getty

Partilhar

Dentro de campo, tudo são rosas para o super-Paris St. Germain, que este ano juntou Neymar e Mbappé a um plantel já pejado de estrelas: os franceses são líderes destacados da Ligue 1, com 10 vitórias e apenas dois empates, e na Champions já estão qualificados para os oitavos-de-final, quando faltam ainda duas jornadas para o final da fase de grupos.

O pior é dentro do balneário.

De acordo com o “L´Équipe”, a relação de Neymar e do treinador Unai Emery está cada vez mais fria e distante. “Um abismo entre os dois”, pode ler-se na manchete desta quarta-feira do diário desportivo francês, que fala de um afastamento que começou a piorar depois dos desentendimentos entre jogador brasileiro e Cavani à conta da marcação de grandes penalidades.

Diz o “L’Équipe” que Neymar não gostou da forma como Emery lidou com o caso, nunca dando uma opinião definitiva sobre o tema. E a partir daí deixou de ter confiança no técnico. “Nota-se pela sua atitude corporal, que é muito clara. Com um simples gesto com a mão ou com um olhar deixa claro ao treinador que não está para o ouvir e que tem de o deixar em paz”, contou uma fonte do balneário do PSG ao jornal.

Ao brasileiro, que chegou esta temporada à capital francesa pela módica quantia de 222 milhões de euros, um recorde no que a transferências diz respeito, não agradarão ainda os métodos do treinador que brilhou ao serviço do Sevilha. Neymar terá mostrado o seu descontentamento pelas longas sessões de vídeo, levando Emery a encurtá-las.

Mas se nesse caso Emery fez a vontade a Neymar, já depois do encontro da Champions com o Anderlecht, na semana passada, novo momento de tensão tornou a relação entre ambos mais próxima de uma Guerra Fria. Depois de uma sessão de treinos mais leve, o avançado brasileiro terá pedido a Emery para continuar a treinar-se com os suplentes - e Emery disse que não. Foi a gota de água: desde aí que a relação está à beira de quebrar.

Avança Mourinho?

Coincidência ou não, esta manchete do “L’Équipe” aparece poucos dias depois de surgirem desde Inglaterra rumores de que José Mourinho estaria em conversações com Antero Henrique, o português que é diretor desportivo do PSG, para seguir para Paris na próxima época.

É certo que a informação foi divulgada pelo sensacionalista “The Sun”, conhecido mais por lançar rumores do que factos, mas não é menos certo que o técnico, há poucas semanas, assumiu que não ia acabar a carreira no Manchester United, numa entrevista em que rasgou largos elogios ao projeto e ao futebol do PSG.