Tribuna Expresso

Perfil

Futebol internacional

Messi e o Mundial2018: “Não penso no futuro, penso no que se segue para alcançar o que almejo”

Tendo já conquistado todos os troféus possíveis a nível de clube, pelo FC Barcelona, Messi não quer retirar-se do futebol sem ganhar um Mundial

Lusa

David Ramos

Partilhar

O capitão da seleção argentina, Lionel Messi, quer evitar a Espanha na primeira fase do Mundial de futebol, seleção que, juntamente com as do Brasil, Alemanha e França, considera como principais favoritas ao título.

“As candidatas? Espanha, Brasil, Alemanha… França. Creio que são, neste momento, as que estão a jogar melhor e que possuem as melhores individualidades”, disse Messi, em declarações ao canal argentino TyC Sports, desde Moscovo, onde a seleção argentina se encontra para defrontar a Rússia, no sábado, em jogo de preparação.

Em relação ao sorteio, que se realiza no próximo dia 01 de dezembro, entende que o pior que poderia acontecer à Argentina seria calhar com a Espanha na fase de grupos: “Prefiro evitá-los, seria um rival muito complicado”.

Tendo já conquistado todos os troféus possíveis a nível de clube, pelo FC Barcelona, Messi não quer retirar-se do futebol sem ganhar um Mundial, focando-se em 2018, na Rússia, mas não exclui a participação no Mundial2022, que se disputa no Catar.

“Não penso no futuro, penso no que se segue para alcançar o que almejo, o tempo escasseia”, sublinhou o capitão da Argentina, cuja seleção defronta no sábado, em Moscovo, a Rússia, e na terça-feira a Nigéria, em Krasnodar, dois jogos particulares de preparação para o Mundial.

Durante a entrevista ao canal de televisão argentino, em Moscovo, Messi recordou a penosa qualificação da Argentina para o Mundial2018: “Sempre pensei que nos apuraríamos, o que não pensei foi que isso só acontecesse na última jornada”.

A Argentina só garantiu a qualificação ‘in extremis’, em Quito, frente ao Equador, com três golos de Lionel Messi na vitória por 3-1.

Questionado se influencia as opções dos selecionadores, Messi rebateu de imediato: “Isso é uma mentira! Dizem-se tantos disparates… É uma falta de respeito pelos meus companheiros e por mim”.

No caso de a Argentina conquistar o Mundial2018, Messi comprometeu-se a fazer uma peregrinação a pé de Rosario à Basílica de São Nicolau, entre aquela cidade e Buenos Aires.

Falando do seu futuro, o craque argentino reafirmou o desejo de encerrar a carreira em Rosario, sua terra natal, no clube que o formou: “Adoraria jogar no Newell’s Old Boys, neste estádio onde assisti a tantos jogos. Não sei o que vai acontecer nos próximos anos, como me vou sentir. Vivo o dia a dia, não olho muito para o futuro”.

Habitualmente discreto relativamente à sua vida pessoal, Messi confidenciou que a esposa está grávida do terceiro filho, um rapaz, e que espera que a seguir venha uma menina.