Tribuna Expresso

Perfil

Futebol internacional

Messi que lhes valha. Argentina defronta Rússia e Espanha nos próximos dias

Apesar de a seleção argentina ter muitos nomes conhecidos dos relvados mundiais, muito do jogo da equipa depende de Messi

Expresso

© Marcos Brindicci / Reuters

Partilhar

Se Cristiano Ronaldo é a espinha dorsal da seleção portuguesa, Messi é o seu homónimo na equipa Argentina. Se a classificação da seleção portuguesa para o Europeu de 2016, frente à Suécia, dependeu do brilhantismo de CR7, o facto de a Argentina ter conseguido o apuramento para o Mundial de 2018 no último jogo também teve a assinatura de Messi.

Talvez seja demasiada pressão nos pés de um só jogador, talvez seja só a realidade.

A seleção Argentina tem marcado para sábado um amigável com a Rússia, seleção anfitriã do mundial, e na terça-feira irá defrontar, em São Petersburgo, a Espanha.

Todos os olhos, como já é hábito, vão estar centrados no craque argentino do Barcelona. Há alguns dias, para afastar pressão que já se começava a colocar nos seus ombros, Messi disse a sua equipa nem era das favoritas a ganhar o torneio do próximo ano.

“As candidatas? Espanha, Brasil, Alemanha… França. Creio que são, neste momento, as que estão a jogar melhor e que possuem as melhores individualidades”, disse Messi, em declarações ao canal argentino TyC Sports.

Segundo o “Guardian”, os próximos dois encontros servirão para Jorge Sampaoli tentar balançar mais a equipa, pô-la a jogar a outro nível, coisa que não conseguiu, durante a fase de classificação.

É que apesar de a seleção argentina ter muitos nomes conhecidos dos relvados mundiais, muito do jogo da equipa passa pelos pés de Messi.

Caso para dizer: Messi que lhes valha.