Tribuna Expresso

Perfil

Futebol internacional

Bernardo Silva feliz (e bem-humorado) em Manchester. "Faz-me lembrar Lisboa. Tirando o tempo e as praias"

Português explicou ao "Daily Mirror" o que torna Pep Guardiola tão especial. "Ele faz-te sentir importante. Mesmo quando não estás a jogar ele tem sempre algumas palavras para te dar confiança". O Man. City joga este domingo em casa do Cardiff City para a 4.ª ronda da Taça de Inglaterra

Expresso

Rachel Holborn - CameraSport/Getty

Partilhar

Depois de um ano em que foi fundamental para o título francês do Mónaco, que chegou ainda às meias-finais da Liga dos Campeões, Bernardo Silva mudou-se para o Manchester City: perder a oportunidade de ser treinado por Pep Guardiola não era opção.

Antes do encontro deste domingo com o Cardiff City (16h00), da 4.ª ronda da Taça de Inglaterra, Bernardo falou com o "Daily Mirror" sobre a nova realidade, o seu treinador, o bom ambiente da equipa, a possibilidade de vencer quatro títulos no mesmo ano e até sobre as diferenças (ou semelhanças) entre Lisboa e Manchester.

Primeiros tempos no City

"Quando chegas a um clube novo queres sempre ter impacto, mas eu sabia que assinar pelo City significava ter de lutar muito, porque é uma equipa cheia de grandes jogadores. Olho para a equipa e para a forma como temos jogado esta temporada e sei que não posso estar à espera do treinador fazer muitas mudanças. No meio, o Kevin De Bruyne e o David Silva estão a fazer uma época fantástica. E há o Sterling e o Sané, a jogar nas alas e a marcar muitos golos"

Se gostava de estar a jogar mais

"Se gostava de estar a jogar mais? Claro que sim. Mas estou feliz em Manchester. Temos jogadores que estão a contribuir muito para a equipa e percebi que tenho de ser paciente e continuar a trabalhar nos treinos. Ainda sou jovem, ainda tenho muito que aprender e vou continuar a dar o meu melhor contributo para ajudar a equipa"

O melhor de Pep Guardiola

"Uma das melhores coisas de jogar para o Pep é que ele faz-te sentir importante. É claro que vai acontecer que alguns jogadores vão jogar mais do que outros, mas ele faz com que toda a gente se sinta parte da equipa. E é por isso que temos um ambiente tão bom no balneário. Quando não estás a jogar, ele tem sempre algumas palavras para te dar confiança, assim que quando és chamado sentes-te bem"

O método de Pep

"É um treinador é muito intenso. Ele vai aos mais pequenos pormenores porque quer que jogues da forma que ele quer. E se marcares um golo, ele quer dois. Se marcares quatro, ele quer cinco. Se ganhamos 10 jogos seguidos, ele quer o 11.º. Ele quer perfeição"

Manchester é como… Lisboa

"Antes de chegar cá toda a gente me dizia: 'Manchester é uma cidade tão má, vais ficar farto em dois meses'. Mas eu acho que é um belo sítio para se viver. Vivo no centro da cidade, assim que nunca me aborreço. Tenho todas as lojas, os bares, os restaurantes e há sempre coisas para me entreter. Faz-me lembrar Lisboa. Tirando o tempo e as praias. Vá, tenho de ser honesto, o tempo é horrível!"

Na luta por quatro competições

"Sabemos que a Premier League e a Liga dos Campeões são as competições mais importantes, mas somos um clube que quer ganhar tudo. É o que temos feito. Chegámos à final da Taça da Liga e é com a mesma mentalidade que vamos jogar com o Cardiff, na FA Cup. Vamos dar 100% em todas as competições. Não sei se alguma equipa alguma vez ganhou as quatro competições. Seria histórico. Sabemos que é difícil, mas temos de tentar"