Tribuna Expresso

Perfil

Futebol internacional

O Manchester City e o fim do mito da irresistibilidade

O Manchester City empatou com o Burnley (1-1), naquele que foi o seu terceiro jogo consecutivo a perder pontos fora de casa

Lusa e Expresso

Lee Parker

Partilhar

O Burnley ‘roubou’ hoje em casa dois pontos ao líder destacado Manchester City, ao empatar 1-1, depois de estar a perder, no encontro inaugural da 26.ª jornada da Primeira Liga inglesa de futebol.

O brasileiro ex-FC Porto Danilo, com um grande remate de fora da área, depois de um passe do português Bernardo Silva, aos 22 minutos, após um canto, deu vantagem ao City, mas, aos 82, o islandês Johann Gudmundsson restabeleceu a igualdade.

Aos 69 minutos, o Burnley já tinha ameaçado a igualdade, num remate de Aaron Lennon que o brasileiro Ederson, ex-guarda-redes do Benfica, desviou para a barra.

Pouco depois, aos 71 minutos, o City teve uma oportunidade ainda maior para ‘acabar’ com o jogo, mas Sterling, perante a baliza vazia, após cruzamento da direita de Kyle Walker, atirou ‘escandalosamente’ ao lado.

O conjunto comandado pelo catalão Pep Guardiola somou o terceiro jogo consecutivo fora sem vencer, depois do 0-0 com o Crystal Palace e do único desaire na prova, o 3-4 com o Liverpool, sendo que, nos restantes 23 jogos, só perdeu pontos da receção ao Everton (1-1), a 21 de agosto, na segunda jornada.

O City segue, provisoriamente, com 69 pontos, mais 16 do que o Manchester United, 19 face a Liverpool e Chelsea e 21 em relação ao Tottenham, enquanto o Burnley, que somou o nono jogo seguido sem ganhar, manteve o sétimo posto, com 36.