Tribuna Expresso

Perfil

Futebol internacional

600, o filme de Messi

Lionel Messi chegou a um número gordo em competições profissionais na vitória do Barcelona diante do Atlético de Madrid (1-0). A Tribuna recupera os clubes e as seleções a quem Messi marcou

Pedro Candeias

Denis Doyle

Partilhar

Era o mais próximo possível do jogo do título: o Barcelona tinha cinco pontos de vantagem sobre o Atlético de Madrid e ambas as equipas encontraram-se na Cidade Condal para um tira-teimas daqueles que prometia muita coisa - e que deu em pouco. Bom, na verdade deu em alguma coisa, porque Messi chegou ao golo 600 na sua carreira profissional e frente à equipa que mais golos fez (já vão em 30, é só ver a infografia). Mas, ao nível do joguinho jogado, a história seguiu apenas os seus trâmites normais.

Vejamos, de um lado, o Atlético de Madrid, a equipa que menos golos sofre na Liga Espanhola - apenas 11. Do outro, o Barcelona, a equipa que mais faz - 69. Ou seja, a probabilidade de os colchoneros sofrerem um golo é diretamente proporcional à de ver Oblak dar um frango - diminuta, portanto. A não ser, pois, que pela frente se apanhe um daqueles génios que resolvem tudo com um remate. Vai daí, Messi bateu um livre e a bola subiu o suficiente para sobrevoar uma barreira de matulões no exato instante em que estes pularam, e descaiu até encontrar a ponta dos dedos da mão esquerda do gigantesto Oblak. Como foi chutada por Messi, esta entrou e o Barcelona venceu o Atlético de Madrid, engrossando a diferença entre ambos para oito pontos. Sendo que o Barça ainda não perdeu um jogo na Liga esta época, já se está a ver onde é que isto vai dar.

Bom, mas detenhamo-nos em Messi. Por extenso, argentino fez o seu seiscéntismo golo curiosamente contra o seu adversário predileto. Nesta lista de presas mais ou menos fáceis cabem o Real Madrid (25 golos), o Arsenal (9), o AC Milan (8) e até o FC Porto (1) e Sporting (1).

Ao nível de encontros pela seleção argentina, o inventário é amplamente dominado pelos países sul-americanos que Messi foi encontrando: Venezuela, Paraguai, Uruguai, Brasil e Equador, cada um deles com 4 golos sofridos pelo génio argentino.