Tribuna Expresso

Perfil

Futebol internacional

Espanha contra André Gomes: “Não é jogador para o Barcelona”

No domingo, André Gomes foi chamado ao minuto 36 para substituir Andrés Iniesta, quando decorria o clássico espanhol entre o Barcelona e o Atlético de Madrid. No final, os catalães ganharam por 3-1. Mas o português não se livrou de ser alvo de várias críticas na imprensa espanhola

Expresso

Quality Sport Images

Partilhar

Quando André Gomes mudou-se do Valencia para o Barcelona, houve muitos comentadores desportivos espanhóis a levantar suspeitas sobre a qualidade do português. Até hoje, estas não se dissiparam. Pelo contrário: as vozes nos desportivos contra o português soam cada vez mais alto.

No domingo, André Gomes foi chamado ao minuto 36 para substituir Andrés Iniesta, quando decorria o clássico espanhol entre o Barcelona e o Atlético de Madrid. No final, os catalães ganharam por 3-1. Mas o português não se livrou de ser alvo de várias críticas na imprensa espanhola.

“André Gomes não é jogador para o Barcelona. Ernesto Valverde não partilha dessa opinião e continua a dar-lhe oportunidades que o português não conquista em campo. (...) Ver que André Gomes ocupa o lugar de Iniesta em campo é como planear umas férias na Nova Zelândia e, no final acabar no mesmo sítio. Pode correr bem, mas não há dúvida de que não é o mesmo”, escreve esta segunda-feira “A Marca”.

Segundo o desportivo “Sport”, a entrada em campo de André Gomes “só contribuiu para dar mais insegurança à equipa e, ainda que certamente os assobios das bancadas não ajudem em nada e não lhe reforcem a confiança, também há que recordar que, no Barcelona, a exigência é o primeiro mandamento”.

O “As”, por sua vez, foi mais comedido nas críticas. André Gomes “tem uma atitude em campo que deixa qualquer um nervoso”, mas “é um daqueles jogadores que, na mesma jogada, mandas fritar espargos e aplaudes”, lê-se nas páginas do desportivo esta segunda-feira.