Tribuna Expresso

Perfil

Futebol internacional

“Merci, Arsène”. 22 anos depois, Wenger deixa o Arsenal

Ao serviço dos ‘gunners’, Wenger, de 68 anos, conquistou três ligas inglesas, sete Taças de Inglaterra e sete Supertaças inglesas

Lusa

Laurence Griffiths/Getty

Partilhar

O francês Arsène Wenger vai deixar no final da época o Arsenal, que comandava há 21 temporadas, informaram esta sexta-feira o treinador e o clube da liga inglesa de futebol, em comunicado.

Ao serviço dos ‘gunners’, Wenger, de 68 anos, conquistou três ligas inglesas, sete Taças de Inglaterra e sete Supertaças inglesas.

Neste momento, o Arsenal é sexto classificado da Liga inglesa, já foi eliminado da Taça de Inglaterra e perdeu a final da Taça da Liga, único troféu que Wenger não venceu, mas está nas meias-finais da Liga Europa, nas quais vai defrontar o Atlético de Madrid.

Antes de chegar ao Arsenal, Wenger passou pelos franceses do Nancy e do Mónaco e pelos japoneses do Nagoya Grampus.

  • Duas décadas de Arsène Wenger: valeu a pena?

    Futebol internacional

    Há precisamente 20 anos, Arsène Wenger era apresentado como treinador do Arsenal. Desconhecido e olhado com desconfiança no início, o francês levou novos métodos à Premier League, mas há quem acredite que devia ter ganho mais que três campeoantos e seis Taças de Inglaterra