Tribuna Expresso

Perfil

Futebol internacional

Morreu o capitão Bentley, o último inglês no Mundial 1950

O antigo capitão do Chelsea Roy Bentley morreu esta sexta-feira aos 93 anos, anunciou o clube inglês de futebol, sendo que o antigo avançado era o último membro vivo da equipa da Inglaterra no Mundial de 1950

Partilhar

Nascido em 1924, em Bristol, Bentley capitaneou a equipa londrina na conquista do primeiro campeonato da sua história, em 1954/55, cumprindo um total de 367 jogos (150 golos) pelos 'blues' entre 1948 e 1956, sendo o melhor marcador da equipa em sete das oito temporadas.

"Todos no Chelsea enviamos as nossas condolências à família e amigos. (...) Uma lenda do Chelsea na mais verdadeira forma das palavras, a sua importância na história do clube nunca foi, e nunca será, esquecida", apontou o clube, numa nota publicada no 'site' oficial na Internet.

Bentley começou a jogar futebol no Bristol City, representando ainda o Newcastle, o Fulham e o Queens Park Rangers, além de ter treinado o Reading e o Swansea.

Além de ter representado a Inglaterra no Mundial1950, Bentley representou os 'leões' ao longo de seis anos, marcando dois golos a Portugal: primeiro em 1950, no Estádio Nacional, numa vitória por 5-3, e depois numa derrota com a formação das 'quinas' por 3-1, em 1955, no Estádio das Antas.

Lusa