Tribuna Expresso

Perfil

Futebol internacional

Taça de Inglaterra joga-se este sábado. Para Mourinho “os recordes não jogam”, Conte promete “apertar a mão” ao português

A época fecha este sábado em Inglaterra. José Mourinho rejeita que o sucesso da época esteja dependente do troféu. Lukaku é a grande dúvida. Conte afirma que este é o seu último jogo pelo Chelsea. Esta época.

Expresso

Getty Images

Partilhar

Costuma dizer-se que a primeira impressão é a que fica, mas o contrário não é menos verdade. É por isso que a conquista da Taça de Inglaterra, que vai ser disputada esta tarde (17h15) por Manchester United e Chelsea, se pode revelar tão importante.

Os dois clubes ficaram longe (muito longe!) da conquista do campeonato. O United terminou a Premier League na segunda posição, a 19 pontos do City, enquanto o Chelsea, que defendia o título, não conseguiu melhor que um quinto lugar a 30 pontos da equipa comandada por Pep Guardiola. Para o ano, não há Champions em Stamford Bridge.

Mas José Mourinho recusa que a conquista da Taça valha um balanço positivo da época que hoje termina: “Claro que faz diferença [vencer a Taça], mas uma coisa é fazer diferença, outra é considerar a época boa ou má por causa de um jogo. Sei o esforço que fizemos, as coisas negativas que aconteceram e não vou mudar a minha análise”, afirmou o técnico na conferência de imprensa de lançamento do jogo.

“Vou apertar-lhe a mão”

Frente a frente no encontro vão estar dois técnicas cujas relações têm sido tensas, sobretudo desde o festejo que António Conte protagonizou quando o Chelsea venceu por 4-0 0 United, no primeiro jogo entre ambos em 2016. Águas passadas, segundo o italiano.

António Conte está a terminar a segunda época no Chelsea.

António Conte está a terminar a segunda época no Chelsea.

Matthew Childs

“O mais importante é que agora existe um relacionamento normal. Não tenham dúvidas de que irei apertar a mão a Mourinho e depois pensaremos no jogo”, declarou aos jornalistas o treinador do Chelsea.

“Os recordes não jogam”

Esta é a terceira vez que Chelsea e United se encontram na final de uma Taça de Inglaterra. Em 1994, o Manchester venceu por 4-0, em 2007 foram os “blues” a levar a melhor. Vitória por 1-0, golo apontado por Didier Drogba, e com José Mourinho ao leme.

O português, que já conquistou 12 finais em 14, desvaloriza o histórico por considerar que ele não vai a jogo: “O que fizemos no passado não interessa e os recordes não jogam. O que importa é que são onze contra onze e toda a gente vai tentar dar o seu melhor”.

Lukaku é a grande dúvida

Para o jogo desta tarde – que será o 56º do United na época – as duas equipas têm os plantéis na máxima força. Ou quase. No United, ainda não é certo que Romelu Lukaku esteja disponível. O melhor marcador dos diabos vermelhos falhou os últimos três jogos da equipa por causa de uma lesão num tornozelo. Só este sábado, Mourinho sabe se o pode utilizar.

Lukaku é o melhor marcador do United esta temporada

Lukaku é o melhor marcador do United esta temporada

AARON M. SPRECHER/Getty

De resto, o treinador português avançou que vai colocar De Gea na baliza. Conte comentou que a utilização ou não de Lukaku não mudará a estratégia que tem pensada para o jogo. Anthony Martial é a alternativa apontada em caso de ausência do avançado belga.

Os cânticos do “Judas”

Na conferência de antevisão do encontro, José Mourinho foi também questionado sobre a sua relação com os fãs do Chelsea, a propósito de cânticos que o classificaram como “judas” no encontro de ambas as equipas em Stamford Bridge nos quartos de final da Taça, na época transata.

José Mourinho teve duas passagens pelo Chelsea. Começou sete épocas ao serviço dos "blues"

José Mourinho teve duas passagens pelo Chelsea. Começou sete épocas ao serviço dos "blues"

Richard Heathcote/Getty Images

“Nunca me ouviram dizer uma coisa que fosse negativa sobre eles. Nem uma palavra. O que digo é que desde o meu primeiro dia no Chelsea em 2004 até ao meu último dia, quando fui afastado há alguns anos, estiveram sempre comigo incondicionalmente”, frisou. “Isso nunca vou esquecer, porque isso é o que os grandes adeptos fazem”, disse ainda Mourinho.

E Conte, fica?

Em Inglaterra, muito se tem discutido o futuro de Antonio Conte no comando do Chelsea. Depois do técnico ter conquistado a Premier League na época de estreia – e de ter ficado a um passo da dobradinha, tendo perdido a final da FA Cup para o Arsenal – esta época as coisas não correram tão bem, e têm sido muitas as notícias a darem conta de uma possível saída.

O técnico não quis deixar de responder à questão: “O que posso garantir é que este é o meu último jogo. Esta época”, brincou na conferência.

José Mourinho também foi questionado sobre o tema. Disse que não queria especular sobre o assunto, mas assumiu que está “curioso” sobre o futuro do técnico italiano.

Manchester United e Chelsea jogam esta tarde, pelas 17h15, em Wembley, depois deterem deixado, respetivamente, o Tottenham e o Southampton pelo caminho nas meias-finais. As duas equipas defrontaram-se duas vezes esta época com vitórias caseiras de ambas as equipas.