Tribuna Expresso

Perfil

Futebol internacional

Chelsea: Patrão fora, estádio novo na gaveta

O multi-milionário projeto para renovar Stamford Bridge foi colocado em banho-maria. O Chelsea fala em "ambiente desfavorável para investimentos", mas o facto do Roman Abramovich estar com problemas em renovar o seu visto parece ser a principal razão para o cancelamento dos planos do clube

Expresso

Nick Potts - PA Images

Partilhar

O comunicado é curto e lacónico.

"O Chelsea Football Club anuncia que colocou em pausa o projecto para o novo estádio. Estão parados todos os planos de pré-construção. O clube não tem data prevista para reconsiderar a decisão. A decisão foi tomada devido ao atual ambiente desfavorável para investimentos"

Esta foi a mensagem que o Chelsea colocou esta quinta-feira no seu site oficial. O projeto para modernizar o centenário estádio de Stamford Bridge e transformá-lo num estádio de 60 mil lugares está parado, depois de vários anos de (duras) negociações com a vizinhança, que obrigou o clube inglês a indemnizar boa parte das famílias afetadas pelas obras de requalificação do estádio e das zonas envolventes, obras essas avaliadas em cerca de mil milhões de euros.

E embora o clube fale do "atual ambiente desfavorável para investimentos" a verdade é que tanto o "Guardian" como a BBC apontam outra razão para este repentino cancelamento do projeto, sem data para ser retomado. Ambos os meios dizem que o facto de Roman Abramovich estar com dificuldades em conseguir renovar o seu visto para entrar no Reino Unido levou a esta tomada de decisão drástica por parte do Chelsea.

Stamford Bridge tem capacidade para cerca de 42 mil adeptos, sendo assim apenas o oitavo maior estádio da Premier League.