Tribuna Expresso

Perfil

Futebol nacional

Não é preciso ser scout para reconhecer um campeão europeu

O Sporting foi a Paços de Ferreira vencer com um golo do campeão europeu Adrien Silva

Mariana Cabral

Comentários

Adrien Silva marcou o primeiro golo do Sporting frente ao Paços de Ferreira

MIGUEL RIOPA/Getty

Partilhar

20 de agosto de 2016. Já estamos na 2ª jornada da Liga, mas a Liga continua sem começar. É que só quando chegarmos à 4ª jornada, a 11 de setembro, é que vamos conseguir perceber bem quem tem que jogadores para ambicionar o quê. Até lá, vamos passar mais jogos - e dias - a falar sobre isto: presenças e ausências. Provocadas pelo mercado, claro.

Como as ausências da lista de convocados do Sporting: João Mário, provavelmente a caminho do Inter de Milão; Marcelo Meli, que já está integrado mas ainda não foi desta que se estreou; Barcos, que já está no Vélez Sarsfield; e Naldo, Jefferson e Iuri, estes provavelmente por opção de Jorge Jesus.

Também ausente da Mata Real esteve Joel Campbell, o novo reforço do Sporting, que chega por empréstimo do Arsenal e já está em Lisboa, apesar de ainda não ter sido apresentado. Ou seja, a mudança ainda não oficializada, mas já todos sabemos que ele irá chegar - assim como João Mário irá sair.

E que falta fez o campeão europeu no meio-campo do Sporting em Paços de Ferreira. A equipa de Jorge Jesus - esta tarde com Gelson no corredor direito, Bryan Ruiz no corredor esquerdo e Alan Ruiz e Slimani na frente - teve sempre mais bola do que o adversário, mas faltou-lhe criatividade e dinâmica para criar as situações de golo que costuma criar.

À exceção de um desvio de Slimani defendido por Defendi após um lançamento de linha lateral longo de João Pereira (o lateral direito hoje; o esquerdo foi Bruno César), o Sporting não teve grandes oportunidades, mas muito menos as teve o Paços, que apenas deu trabalho a Rui Patrício através de um livre direto de Pedrinho.

MIGUEL RIOPA/Getty

Só a jogada do golo do Sporting teve a qualidade que o ataque de Alvalade costuma ter: Slimani ganha uma bola a João Góis na raça, Bruno César cruza para o segundo poste, Gelson amortece de cabeça para Adrien e o outro campeão europeu do Sporting - provavelmente o melhor em campo - mata a bola no peito e marca um belo golo, mesmo em cima do intervalo.

Foi o único momento de maior brilhantismo numa partida que, mesmo na 2ª parte, nunca pareceu fora do controlo (defensivo) do Sporting. Ainda que o Paços tenha tentado esboçar uma reação, não criou oportunidades de golo e ainda viu Slimani a falhar um desvio mesmo em frente à baliza de Defendi.

De resto, vitória aparentemente fácil do Sporting num campo tradicionalmente difícil. Valeu Adrien Silva. Para reconhecer a qualidade de um campeão europeu não são precisos scouts.