Tribuna Expresso

Perfil

Futebol nacional

Há uma questão central por resolver no FC Porto

Felipe e Marcano têm-se mostrado a um bom nível mas com a presença na Liga dos Campeões garantida é preciso mais. Em quantidade e em qualidade. Saiba de quem se fala para reforçar o FC Porto

Expresso

JAVIER SORIANO/Getty

Partilhar

O diário espanhol "AS" avança que o mexicano Reyes pode estar de malas feitas para Espanha e que irá assinar pelo Espanyol depois de na época passada ter jogado pela Real Sociedad por empréstimo do FC Porto. Ficam Felipe, Marcano e Chidozie.

Afastado há muito tempo está o rejeitado Indi, que, segundo o "Guardian", está a poucas horas de ser confirmado como jogador do Stoke. O empréstimo terá sido a solução arranjada pelos dois clubes, uma vez que nem o FC Porto quer perder os €7,5 milhões investidos no holandês, nem o Stoke pretende pagar essa quantia por um jogador posto de lado.

Certo é que fica a faltar um central a Nuno. Felipe e Marcano têm estado bem, mas a época é longa e as lesões inevitáveis. O jornal espanhol "Las Provincias" informa que há um possível interesse do FC Porto - e do Benfica - no brasileiro Aderlan Santos, que atua no Valencia. Recorde-se que este central já jogou em Portugal, no Braga, e foi treinado por Nuno em Espanha.

De Inglaterra vêm notícias de que pode ser possível aliar o desejo do FC Porto em ter Mangala com o desejo de Mangala em vir para o FC Porto. Segundo as informações veiculadas pela imprensa desportiva portuguesa, será, neste momento, o elevado salário do francês que está a bloquear a transferência por empréstimo do central que deixou saudades no Dragão. Apela-se à boa vontade do City, que terá de ajudar com o pagamento de uma percentagem do ordenado - e Mangala terá de aceitar baixar o vencimento se quiser voltar a Portugal. A resolver nas próximas horas.

Quem parece ter já resolvido a sua situação é Brahimi. O extremo argelino que encantou os portistas no seu ano de estreia nunca fez parte dos planos de Nuno Espírito Santo para esta época e nem convocado tem sido para os jogos oficiais. Depois de muito se ter falado do interesse do Everton e do Arsenal, a imprensa argelina avança que será o Galatasaray o destino mais provável de Brahimi, que "foi dispensado do treino da seleção argelina para assinar com o seu novo clube", informou a Federação Argelina de Futebol.