Tribuna Expresso

Perfil

Futebol nacional

Lito Vidigal: “Foi um jogo aberto até ao final”

O treinador do Arouca admitiu a superioridade do Benfica (2-1) esta noite, mas também disse que o resultado podia ter sido outro

Expresso

O treinador Lito Vidigal

OCTAVIO PASSOS/Lusa

Partilhar

Sim, o Benfica é mais forte, mas o Arouca ainda podia ter feito mais. Esta foi a ideia principal do discurso de Lito Vidigal após a derrota caseira na 4ª jornada da Liga portuguesa. “Foi um jogo disputado, com jogadores de altíssima qualidade. Foi um jogo aberto até ao final, em que trabalhámos muito mas muitas vezes sem o discernimento necessário”, explicou.

“Houve entrega total e uma ambição tremenda, mas dificilmente se consegue equilibrar estas partidas. Tivemos possibilidades de fazer um resultado diferente até, mas o Benfica foi mais forte e teve mais oportunidades de golo”, disse o treinador do Arouca, que completou esta noite 100 jogos na Liga portuguesa.

“Quero fazer muitos e muitos e muitos, não é minha intenção para por aqui”, respondeu quando questionado sobre o número redondo. “Não há tempo a perder e temos é de ganhar já o próximo jogo”, concluiu.